Estádio do Corinthians foi a alternativa que sobrou para a Copa de 2014, diz Governador

Estádio do Corinthians foi a alternativa que sobrou para a Copa de 2014, diz Governador

Por Meu Timão

Terreno do Corinthians, em Itaquera

Terreno do Corinthians, em Itaquera

Durante evento em São Paulo na manhã deste sábado (28), Gilberto Kassab, prefeito da cidade, e Alberto Goldman, governador do Estado, falaram sobre a escolha do estádio do Corinthians para sediar a abertura da Copa de 2014. O anúncio oficial foi feito na noite de sexta-feira (27), por meio de comunicado assinado pelos dois governantes e Ricardo Teixeira, presidente da CBF.

Neste sábado, Goldman afirmou que o estádio do Corinthians foi a única alternativa viável para que São Paulo pudesse fazer a abertura do Mundial. E negou a interferência da Prefeitura e do Governo na escolha do local.

- Nós podemos dar o apoio para que a abertura seja em qualquer lugar na cidade de São Paulo. Porém, nós não indicamos o local. A primeira alternativa era o Morumbi, depois queríamos que fosse em Pirituba, mas essas duas não foram técnicamente possíveis. A única alternativa que sobrou foi a do estádio do Corinthians. Não porque nós quisemos, mas porque a Fifa, o Corinthians e os clubes chegaram a esta conclusão.

Goldman também negou que o Estado fará qualquer investimento direto na obra do novo estádio do Corinthians. Além disso, acabou com a dúvida sobre o local onde será construída a arena corintiana.

- Pelo que nós temos conhecimento, será em uma área em Itaquera que pertence à Prefeitura mas está sendo utilizada pelo Corinthians já há um bom tempo. Tenho certeza de que será lá, em Itaquera, ao lado da estação Itaquera do metrô.

O fato de ter o metrô próximo pesou na escolha pelo bairro. Nas duas outras alternativas, no Morumbi ou em Pirituba, a estrutura teria que ser construída a partir do zero, o que atrasaria o cronograma para a entrega das obras. Kassab afirmou que com o metrô próximo, a nova arena do Corinthians estará pronta já para os jogos da Copa das Confederações, em 2013.

O prefeito de São Paulo festejou o fim da novela sobre a abertura da Copa de 2014. A situação já se arrastava desde o início de 2009, quando o Morumbi era o escolhido para sediar o evento.

- Eu diria que é um fato praticamente consumado a abertura em São Paulo, em Itaquera, no estádio construído pelo Corinthians para o Corinthians. A informação que o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, passou para nós é que o clube vai sim construir esse estádio. É uma grande notícia para o povo da cidade.

Na hora certa

Ao contrário do que seria lógico, o anúncio de que a abertura da Copa será feita no futuro estádio do Corinthians não foi feito pelo presidente do clube. A informação, que seria confirmada por Andrés Sanchez, presidente corintiano, na festa do centenário do clube no próximo dia 31, “vazou” antes do esperado e teve que ser confirmada logo depois em nota oficial. Questionado se houve um adiantamento por parte do governo, Goldman negou. Para ele, o anúncio foi feito na hora certa.  

-  Nós tínhamos um compromisso com a CBF de concluir os estudos sobre a região de Pirituba o mais rápido possível, e isso foi feito nesta semana. Levamos a eles e dissemos que Pirituba não seria possível porque não haveria tempo para terminar as obras. Com o Morumbi fora também, o anúncio foi feito dentro do "timing" que nós avíamos previsto.

Fonte: R7

Veja Mais:

  • Marcio Zanardi, ex-treinador do Sub-17 do Corinthians, ao lado do pai, Wilson

    Portal denuncia esquema de suborno de R$ 50 mil por escalação na base do Corinthians

    ver detalhes
  • Geuvãnio é baixa do Flamengo para jogo contra Corinthians

    Flamengo anuncia desfalque para jogo contra Corinthians

    ver detalhes
  • Pequeno Mateus viveu noite mágica na última quarta-feira

    Ingresso, camiseta e sonho realizado na Arena Corinthians: a história que está bombando na web

    ver detalhes
  • Timão venceu o Patriotas nesta quarta-feira na Arena

    Adversário do Corinthians nas oitavas da Sul-Americana é definido

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes