Após seis anos, Timão reabsorve filosofia de Tite: '1 a 0 é goleada'

Após seis anos, Timão reabsorve filosofia de Tite: '1 a 0 é goleada'

Por Meu Timão

Tite treinando a equipe contra o Palmeiras

Tite treinando a equipe contra o Palmeiras

Foto: Junior Lago/UOL

O técnico Tite iniciou bem sua segunda passagem no comando do Corinthians, com a vitória por 1 a 0 no clássico contra o Palmeiras e o retorno das esperanças de título brasileiro. Coincidentemente, Tite estreou com um resultado que lhe é bem familiar. Em seu primeiro trabalho no Timão, entre 2004 e 2005, o 1 a 0 foi o placar mais repetido nos jogos da equipe. Em 51 jogos no comando, por 12 vezes o Corinthians venceu pela contagem mínima.



Tite tem uma filosofia bem clara. Ele arruma as defesas das equipes por onde passa, colocando até os jogadores mais avançados para ajudarem na marcação. Ao mesmo tempo, dá bom volume de jogo ao meio-de-campo e valoriza muito a posse de bola, o que faz seus times correrem menos riscos na defesa.



Esse fato anima quem joga lá atrás, casos do goleiro Julio Cesar e do zagueiro William. Ambos concordam que o momento ainda é precoce para analisar o novo trabalho, mas creem que a filosofia pode dar certo na reta final do Campeonato Brasileiro, no momento em que faltam apenas sete jogos para o Timão. Um bom teste veio contra o maior rival: após o primeiro gol, o time sofreu certa pressão do Palmeiras, mas conseguiu segurar a importante vitória.



- Normalmente, quando um time leva um gol é natural que deixe o contra-ataque. Mas não conseguimos encaixar, e isso assustaria o adversário. Temos de analisar o contexto de um clássico, eram sete partidas sem vencer. Esse recuo momentâneo é até natural, o Palmeiras teve mais volume mas não criou tantas chances, a não ser de bola parada. Vamos buscar não dar tanto volume para o adversário, mas nesta fase do campeonato, 1 a 0 é goleada - afirmou William.



Foi assim que Tite tirou o Timão da zona de rebaixamento e o levou à quinta posição no Brasileiro de 2004. O time abria o placar e, com ótima consistência defensiva, não deixava o rival criar muito e ainda levava perigo em contra-ataques. No campeonato nacional, foram 10 vitórias por 1 a 0 desde a estreia do treinador. No Paulista do ano seguinte, mais duas.



- Quando saímos na frente, é natural que o time volte um pouco e o outro queira empatar o jogo e acabe sendo um pouquinho mais ofensivo do que o nosso. O Tite falou para prendermos a bola na parte ofensiva, mas às vezes não sai do jeito que queremos e é melhor ficar com o 1 a 0 e não se expor tanto - analisou Julio Cesar.



O próximo desafio de Tite é na quarta-feira, diante do Flamengo, no Engenhão. Ele deve repetir a escalação do clássico de domingo e o elenco já sabe: se vencer por 1 a 0, será mais uma goleada no caminho do título brasileiro.

Fonte: Globo Esporte

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes