Empresa usa clássico paulista para medir qual torcida é mais vibrante

Empresa usa clássico paulista para medir qual torcida é mais vibrante

As torcidas de São Paulo e Corinthians passarão por um teste no clássico de domingo, às 17 horas (de Brasília), no estádio do Morumbi. Os técnicos da Ieme Brasil, empresa de engenharia consultiva, analisarão tricolores e alvinegros para detectar qual dos dois lados vibra mais nas arquibancadas.

Como o Timão terá apenas 5% dos ingressos no clássico, os engenheiros tratarão de deixar o ‘duelo' equilibrado instalando sensores em pontos específicos do estádio. Um conjunto de aparelhos estará na área destinada aos corintianos, enquanto outro sistema ficará perto da principal torcida organizada do Tricolor, local em que há mais movimentação dos donos da casa.

A medição começará 15 minutos antes do duelo e se estenderá durante todo o Majestoso, sendo finalizada apenas 15 minutos depois do confronto. Além de constatar qual torcida vibra mais, a Ieme também analisará as condições estruturais do estádio sob a carga dos torcedores.

"Análises periódicas como a que vamos realizar no domingo, no Morumbi, são essenciais para assegurar a segurança da estrutura e, por tabela, a do torcedor", afirma o diretor técnico da empresa, Marco Juliani.

Além do Morumbi, a companhia também presta serviços para Palestra Itália, Maracanã e Engenhão, entre outros.

Fonte: Gazeta Esportiva

Enviado por: Will2S

Veja Mais:

  • Internacional foi alvo de gafe da Fifa

    Fifa comete gafe, troca escudo do Internacional e põe foto do Corinthians no lugar

    ver detalhes
  • Alan Mineiro não fica no Corinthians em 2017

    [Teleco] Alan Mineiro não fica no Corinthians em 2017

    ver detalhes
  • Luidy foi nomeado o melhor jogador do estado de Alagoas em 2016

    Reforço do Corinthians é eleito melhor jogador do ano em AL

    ver detalhes
  • Guilherme foi o destaque da atividade coletiva pelo segundo dia consecutivo

    Dupla volta, e Oswaldo vê time titular brilhar em treino do Corinthians; veja a escalação

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes