BNDES cogita aceitar até terrenos para bancar arenas da Copa-2014

BNDES cogita aceitar até terrenos para bancar arenas da Copa-2014

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) cogita aceitar até mesmo terrenos dos clubes que ainda não entraram com pedidos de financiamento para a construção de estádios que receberão jogos da Copa do Mundo de 2014.

Três estádios privados receberão partidas do próximo Mundial: Beira-Rio, em Porto Alegre, que pertence ao Internacional, Arena da Baixada, em Curitiba, do Atlético- -PR, além do novo estádio do Corinthians, em Itaquera.

O diretor de Inclusão Social do BNDES, Élvio Gaspar, disse que a principal dificuldade dos clubes é a apresentação de garantias financeiras para ancorar o empréstimo. Os chamados ativos reais, como terrenos e propriedades, podem ser aceitos também em outras modalidades de empréstimos.

Até agora, o banco já aprovou empréstimos em operações que envolvem os governos estaduais para Amazonas, Bahia, Ceará, Mato Grosso e Rio, mas ainda não iniciou o desembolso. Pernambuco deverá ser o próximo a ter o empréstimo aprovado.

Segundo Gaspar, clubes de futebol são "clientes difíceis" para o banco. Ele afirma que os clubes estão se organizando para estruturar modalidades de fiança bancária ou ativos reais, como terrenos, para que o banco tenha garantias de retorno dos empréstimos.

O presidente do Atlético-PR, Marcos Malucelli, disse que não vai recorrer ao empréstimo. "Não temos interesse. O dinheiro é caro", diz.

Segundo ele, os gastos de R$ 145 milhões serão compartilhados com a prefeitura e com o governo do Estado. O clube se reuniu com o banco, mas, diz Malucelli, foi informado de que "o BNDES não financia clubes de futebol".

O BNDES afirma que não existem restrições a empréstimos para clubes, mas que normalmente o caminho é emprestar via agente financeiro ou por meio da construtora responsável pela obra, por conta da apresentação de garantias financeiras.

O Inter disse negociar com Banrisul e Santander para que um dos bancos atue como agente financeiro na operação com o BNDES. O valor do projeto fica entre R$ 155 milhões e R$ 200 milhões.

Fonte: Folha

Enviado por: will2s

Veja Mais:

  • Wladimir será o mais novo colunista do Meu Timão

    Herói de 77 será colunista do Meu Timão

    ver detalhes
  • Dudu revelou que jogadores do Palmeiras tinham conhecimento de confusão feita pelo árbitro no clássico

    Atacante palmeirense diz por que não avisou árbitro de erro em expulsão de Gabriel

    ver detalhes
  • Jadson treinou nesta quinta-feira e não será problema para final no Moisés Lucarelli

    Jadson volta, e Carille ensaia escalação do Corinthians para primeira decisão do Paulista

    ver detalhes
  • Fiel esgotou bilhetes colocados à venda no Fiel Torcedor

    Em menos de uma hora, torcida do Corinthians esgota ingressos para decisão do Paulista

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes