Futebol de SP encerra ano de marcas negativas, fugas e só uma taça

A temporada 2010 se encerra para o futebol paulista e não deve deixar muitas boas lembranças para todos os clubes.

A começar pela Série A do Campeonato Brasileiro, em que o Corinthians terminou com um decepcionante terceiro lugar. Os corintianos foram os únicos representantes de São Paulo entre os sete primeiros colocados. Esse resultado significou a pior participação paulista no torneio desde 1988. Para piorar a situação, o Guarani foi rebaixado ao lado do Grêmio Prudente, lanterna e dono do segundo pior índice de aproveitamento da história dos pontos corridos.
Olhando para a Série B não se viu um cenário diferente em 2010. Nenhum clube de São Paulo conseguiu o acesso e o Santo André ainda foi rebaixado meses depois de ser vice-campeão paulista. O Guaratinguetá foi 15º e só escapou da queda na última rodada.
A Série C teve apenas um representante de São Paulo: o Marília, que disputou oito jogos e conseguiu apenas uma vitória, caindo já na primeira fase. Este foi um cenário muito próximo ao da Série D: Botafogo-SP e Oeste representaram o futebol paulista, caíram na etapa inicial da competição e só conseguiram uma vitória cada, mesmo tendo disputado seis jogos.
Frustrações em Libertadores, Sul-Americana e grave crise de identidade
Nas duas competições continentais do ano, clubes paulistas conseguiram chegar até a semifinal, mas caíram em confrontos domésticos: o São Paulo foi mais uma vez despachado pelo Internacional na Libertadores e o Palmeiras, por sua vez, fracassou diante de seus torcedores, contra o Goiás, na Copa Sul-Americana.
Tão ou mais importante que a falta de bons resultados foi a crise institucional do futebol paulista em 2010. Clube de Série A, o Grêmio Barueri se transformou em Grêmio Prudente, mas passou a receber o Campinas, fundado por Careca. Foi rebatizado Sport Club Barueri.
O exemplo foi seguido pelo Votoraty, campeão da Série A-3 em 2009, mas que se uniu ao Comercial de Ribeirão Preto e deu a ele sua vaga na Segunda Divisão paulista. Nos últimos meses do ano, o Guaratinguetá partiu para outra cidade e foi rebatizado Americana, dando ao Rio Branco um novo rival e fechando o ano mais esquecível para o futebol de São Paulo nos últimos tempos.

Futebol de SP encerra ano de marcas negativas, fugas e só uma taça

Fonte: Terra

Enviado por: Matheus Rodrigues

Futebol de SP encerra ano de marcas negativas, fugas e só uma taça Futebol de SP encerra ano de marcas negativas, fugas e só uma taça 0

Veja Mais:

  • Em treino na tarde desta terça, Carille definiu Corinthians que enfrenta o Cruzeiro

    Sem Cássio, Carille ensaia Corinthians para confronto com Cruzeiro

    ver detalhes
  • Após cinco jogos, dirigentes e conselheiros já contestam contratação de Gustavo

    [Marco Bello] Após cinco jogos, dirigentes e conselheiros já contestam contratação de Gustavo

    ver detalhes
  • Cássio sentiu dores no ombro e deixou treinamento mais cedo

    Cássio deixa treino e desfalca Corinthians diante do Cruzeiro

    ver detalhes
  • Corinthians foi campeão da edição 2012 da Libertadores

    Conmebol anuncia mudanças, e Libertadores será disputada de fevereiro a novembro a partir de 2017

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes