Presidente do Santos confirma que Ganso foi oferecido ao Corinthians

Presidente do Santos confirma que Ganso foi oferecido ao Corinthians

Por Meu Timão

O presidente do Santos, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, fez uma revelação importante durante o evento que homenageou os jogadores campeões da Taça Brasil (de 1961 até 1965) e do Torneio Roberto Gomes Pedrosa - Taça de Prata (1968), na noite desta quinta-feira, na Vila Belmiro. Segundo o mandatário santista, o grupo DIS, que detém 45% dos direitos econômicos do meia Paulo Henrique, ofereceu o jogador ao rival Corinthians.

"O presidente Andrés Sanchez me contou isso, mas as pessoas esquecem que o Ganso tem contrato até 2015 conosco. O jogador não é escravo, pois ele joga aonde quiser. Mas ele assumiu esse compromisso com o Santos. Acreditamos na palavra e na boa fé do atleta", afirmou Luis Álvaro.

Como as relações entre o Peixe e o DIS estão estremecidas, por conta de discussões que foram parar até mesmo na justiça, com relação a porcentagens de jogadores que passaram e que ainda estão no Alvinegro Praiano, a empresa teria decidido oferecer Paulo Henrique ao Timão. A engenharia financeira para que a transação acontecesse chegou a ser montada, em parte, só que Sanchez preferiu não entrar em uma disputa com o Santos, desistindo do negócio.

A ideia do grupo DIS seria que os corintianos pagassem 45% da multa rescisória a que o Peixe tinha direito, pois o valor da multa rescisória para o mercado nacional é menor do que a para equipes de fora do país. Enquanto um clube estrangeiro tem que desembolsar 50 milhões de euros (R$ 114 milhões), um time brasileiro pode tirar Ganso da Vila com 35 milhões de euros (R$ 80 milhões).

"O grupo investidor ofereceu os direitos econômicos que eles pretensamente têm do Ganso ao Corinthians, e é um direito deles. Eles podem sair e vender a parte que lhe é cabida para quem eles quiserem. Porém, é verdade que parte desses direitos são indiscutíveis, pois o grupo DIS o adquiriu do próprio atleta. A outra parte eles adquiriram do Santos anteriormente (gestão de Marcelo Teixeira) e estamos discutindo essa questão na justiça", comentou o presidente santista.

Procurando minimizar as recentes discórdias entre a direção do Santos e o jogador, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro acredita que Ganso deve se tornar mais maleável nas negociações para a conclusão do seu plano de carreira quando voltar a jogar, após estar plenamente recuperado de uma cirurgia para reconstruir o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo.

"Acho que o Ganso está insatisfeito porque ele está há quase seis meses fora dos gramados (a contusão do meia foi sofrida no final de agosto). Ele está vendo o time bem e está ansioso para voltar o mais cedo possível. Tenho certeza que quando o Paulo Henrique voltar a desfilar o seu talento nos gramados ele vai ficar feliz e o Santos mais ainda", encerrou o mandatário.



Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Filha dá resposta sensacional ao pai palmeirense: 'Vai, Corinthians'

    Pai força garotinha a cantar música do Palmeiras, e ela surpreende com um 'Vai, Corinthians!'

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes