De olho em 2014, Corinthians forma orientadores à moda inglesa

De olho em 2014, Corinthians forma orientadores à moda inglesa

Na intenção de melhorar o tratamento do torcedor e já de olho na Copa do Mundo de 2014, que será sediada pelo Brasil, o Corinthians formou, na noite desta segunda-feira, sua primeira turma de Stweards - orientadores de público. A expectativa da diretoria é prevenir confusões durante as partidas da equipe e oferecer serviços semelhantes aos vistos nos jogos do Campeonato Inglês.

O curso, que rendeu aos formandos uma certificação internacional, foi ministrado pela empresa britânica Akona ProFootball e certificado pela Pearson, especialista em soluções educacionais. O modelo utilizado é o mesmo desenvolvido pelo Chelsea e que será colocado em prática em Londres, nos Jogos Olímpicos de 2012. Por enquanto, são 48 pessoas aptas a controlar e orientar o público nos jogos do Corinthians.

"Nosso maior objetivo é tratar o torcedor como um cliente", afirmou Lúcio Blanco, gerente de arrecadação do Corinthians. Segundo ele, o clube trabalha com orientadores desde 2001 e já chegou a empregar 240 pessoas em jogos. Steve Ashley, diretor da Akona, foi o responsável por adaptar o projeto à realidade brasileira. Em novembro, visitou o país e acompanhou um jogo do Corinthians no Pacaembu.

"Pedi para traduzirem o material para o português e acompanhei um jogo para compreender o que os stewards precisavam, quais habilidades seriam necessárias para melhorar. Estive nas Forças Armadas por um tempo e me aproveitei disso para passar instruções a eles. Adotamos uma abordagem de aprendizado misto", explicou o inglês, satisfeito com a formação dos orientadores corintianos.

Parte dos formandos conhece bem a rotina das arquibancadas - costumava comparecer aos estádios para torcer para o Corinthians. Como orientadores, já sentem a ver as pessoas acostumadas a vê-los de colete, trabalhando. "Eles já se sentem mais como clientes", afirmou Rodrigo José dos Santos. "Hoje em dia, já nos cumprimentam pelo nome quando nos veem nas catracas", contou.

"Nós conhecemos os dois lados da moeda. Sabemos bem da necessidade deles", explicou Alexandre Vieira. Os orientadores garantem estar preparados para evitar possíveis tumultos, comuns durante fases complicadas do Corinthians e em jogos de acirrada rivalidade. "Quando acontece, são cinco ou seis insatisfeitos. Sabendo lidar com a o resto da torcida, vai ficar tudo bem", disse Rodrigo Clemente.

O modelo adotado pelo Corinthians também deve ser utilizado na Copa do Mundo de 2014 e nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016. O clube paulista será o responsável por sediar o jogo de abertura do Mundial, segundo escolha da Fifa, em um estádio que ainda será construído na Zona Leste da capital paulista.

Danilo Vital

De olho em 2014, Corinthians forma orientadores à moda inglesa

Fonte: Terra

Enviado por: Aqui é Corinthians

Veja Mais:

  • Carille não confirmou a equipe titular que enfrenta o São Paulo

    Rodriguinho não treina e Balbuena volta: veja provável escalação do Corinthians para o Majestoso

    ver detalhes
  • Recuperado de lesão, Balbuena foi relacionado para o Majestoso

    Com retornos confirmados, Corinthians relaciona 21 jogadores para Majestoso

    ver detalhes
  • Gabriel não escondeu seu lado corinthiano em entrevista

    Gabriel diz torcer pelo Corinthians desde criança e explica sensação de ter jogado pelo Palmeiras

    ver detalhes
  • Marquinhos abre o coração, comemora volta à Arena e dá palpite sobre Majestoso

    Marquinhos abre o coração, comemora volta à Arena e dá palpite sobre Majestoso

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes