CBF quer Fielzão em 2013, e Kassab promete acelerar processo

CBF quer Fielzão em 2013, e Kassab promete acelerar processo

Por Meu Timão

O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, passou a mensagem, e o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, parece ter entendido. Nesta quarta-feira, em evento no Museu do Futebol, na capital paulista, Teixeira cobrou de forma sutil a aceleração nas obras do novo estádio do Corinthians, que sequer saíram do papel. O mandatário da CBF revelou a intenção de utilizar o "Fielzão" já na Copa das Confederações de 2013.

- Precisamos do estádio de vocês já para a Copa das Confederações. É fundamental que já tenhamos esse estádio em 2013. Usaremos na Copa do Mundo e na Copa América de 2015 - declarou Teixeira.

O prefeito Gilberto Kassab garantiu que o decreto para início das obras em Itaquera, local do estádio corintiano, será publicado até o fim de fevereiro. Assim, a obra teria início já em março. O governador Geraldo Alckmin garantiu que o estádio receberá a abertura da Copa do Mundo e também alguns jogos das Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro. Algumas sedes do futebol serão fora da capital fluminense.

- O Andrés Sanches (presidente do Corinthians) me cobra diariamente, mas até o fim do mês sai esse decreto e o estádio ficará pronto a tempo - afirmou Kassab.

Da plateia, Andrés respondeu irônico.

- Estou esperando há quatro meses (risos).

Fonte: Globo Esporte

Veja Mais:

  • Jô é mais uma vez decisivo para o Timão nos clássicos do Paulista

    'Rei dos clássicos', Jô é decisivo em empate do Corinthians contra o São Paulo

    ver detalhes
  • Corinthians deve enfrentar o Botafogo-SP nas quartas de final

    Conheça o provável adversário do Corinthians nas quartas de final do Paulistão

    ver detalhes
  • Rogério ceni rendeu elogios ao atual treinador do Corinthians

    Rogério Ceni deixa rivalidade de lado para elogiar atitude de Carille

    ver detalhes
  • Jô marcou o único gol do Corinthians no Majestoso

    Atacante é eleito melhor em campo no clássico; lateral tem nova atuação fraca

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes