Feliz no Shakhtar, Willian cogita retorno imediato ao Corinthians

Feliz no Shakhtar, Willian cogita retorno imediato ao Corinthians

ara muitos, deixar o futebol brasileiro para jogar na Ucrânia é uma fria, literalmente. O meia Willian, porém, se diz completamente adaptado depois de quase quatro anos atuando pelo Shakhtar Donetsk e de já ter encarado um frio de -15°C no país. Em entrevista ao eBand, ele revelou estar muito feliz por ter levado seu time às quartas de final da Liga dos Campeões, mas cogitou um retorno imediato ao Corinthians , clube que o revelou. O garoto, de 22 anos, acredita que vestir a camisa do Timão poderá lhe ajudar em uma eventual convocação para a seleção brasileira e a disputar a Copa do Mundo de 2014.

Eu não descartaria uma volta agora para o Brasil . Uma boa conversa não teria problema. Acho que me ajudaria em uma convocação para a Seleção, tem a Copa do Mundo de 2014. Não que eu não possa ser convocado aqui, mas no Brasil tem mais visibilidade. Aqui só a Liga dos Campeões tem visibilidade. Tem que deixar acontecer naturalmente. Se tiver que acontecer, vai acontecer, disse o meia nesta segunda-feira, por telefone.

Willian não escondeu o carinho que sente pelo Corinthians . Apesar de ter saído do clube em agosto de 2007, ele garante que acompanha os jogos do time pela TV e pela internet. Tenho um carinho muito grande pelo Corinthians . Acho que muitas pessoas sabem disso. Nasci no clube. A maioria dos jogadores pensa sempre em voltar para o clube onde foi revelado. Eu também tenho esse pensamento, mas é claro que sou profissional. Independente do clube, tem que jogar e fazer seu melhor, acrescentou, sem descartar vestir a camisa de um rival. No início do ano, o meia foi cogitado para reforçar o São Paulo .

Feliz na Ucrânia

Enquanto o dia da volta não chega, Willian curte a boa fase que passa na Ucrânia. O meia comemora a classificação para as quartas de final da Liga dos Campeões, feito inédito na história do Shakhtar, e garante que o time pode chegar ainda mais longe na competição. Para isso, ele acredita que os jogadores não podem querer escolher adversário na próxima fase e nem torcer para não enfrentar o poderoso Barcelona . O sorteio dos confrontos vai acontecer no próximo dia 18.

Vou deixar bem claro também que estou muito feliz aqui, vivendo um momento muito bom. Esperávamos nos classificar em segundo no grupo do Arsenal , mas conseguimos passar em primeiro. Vamos ver qual adversário iremos enfrentar. Não podemos escolher, temos que jogar de igual para igual. Nenhum time é perfeito. Claro que o Barcelona está perto, mas também tem seus erros. Ninguém quer jogar contra eles, mas se cairmos contra o Barcelona teremos que jogar e fazer nosso melhor, afirmou o meia, que também comemorou o atual calor que faz no país, com os termômetros batendo os 10°C.

Para Willian, um dos principais fatores que contribuíram para sua adaptação no futebol ucraniano é a grande quantidade de brasileiros que atua no Shakhtar. Ao todo, são oito: Fernandinho, Jádson, Douglas Costa, Alex Teixeira, Bruno, Luiz Adriano e o carioca naturalizado croata Eduardo da Silva.

São caras tranquilos. Ajuda bastante na adaptação, ensinam algumas coisas. Comigo foi assim. Estou completamente adaptado já. Mas os estrangeiros também são bem tranquilos e brincam bastante, acrescentou o jogador.

Feliz no Shakhtar, Willian cogita retorno imediato ao Corinthians

Enviado por: Alex

Veja Mais:

  • Fiel faz festa na chegada do Corinthians em Santa Catarina

    Corinthians é recebido com festa da Fiel em Santa Catarina; confira

    ver detalhes
  • Pingo, volante com passagem pelo Timão em 99, é treinador do Brusque-SC

    Ex-Corinthians, técnico do Brusque põe jogadores três dias no hotel para duelo da Copa do Brasil

    ver detalhes
  • Como nasce uma torcida ?

    [Bruno Teixeira Rolo] Como nasce uma torcida?

    ver detalhes
  • Feliz, Jadson comemora 'primeira viagem' com Timão em rede social

    Feliz, Jadson comemora 'primeira viagem' com Timão em rede social

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes