Corinthians se reúne com Alex e reforça proposta pelo meia, diz jornal

Corinthians se reúne com Alex e reforça proposta pelo meia, diz jornal

Por Meu Timão

Alex já disse que quer voltar ao Brasil

Alex já disse que quer voltar ao Brasil

O Corinthians reforçou o desejo de ter Alex, do Spartak Moscou, ainda nesta temporada, segundo o Marca Brasil. O jornal noticiou que dirigentes do clube aproveitaram uma rápida passagem do jogador pelo Brasil para pedir que ele volte a tentar a redução de sua liberação do clube russo.

O Spartak exige 7 milhões de euros (R$ 16,3 milhões) para liberar o ex-colorado, mas o Corinthians está disposto a desembolsar apenas 5 milhões de euros (R$ 11,6 milhões). Alex teria a missão de convencer os russos a reduzirem a pedida.

Alex estava no Brasil para acompanhar a gravidez de risco de sua mulher, e teria tido uma conversa rápido com o Corinthians na passagem. Os dirigentes alvinegros, no entanto, negam o contato.

“Nós sabíamos que ele estava aqui no Brasil. Garanto que não conversamos com ele. Esperamos o melhor momento para negociar. Não queremos atrapalhar o time na reta final”, disse Edu Gaspar, gerente de futebol do Corinthians, ao Marca.

Luis Carlini, empresário de Alex, também desconversou. “Se for para falar de Alex, não tenho mais nada a dizer. Vamos esperar o futuro”, disse Carlini.

Fonte: UOL

Veja Mais:

  • Fernando César (empresário), Roberto de Andrade, Pablo, Flávio Adauto e Alessandro em reunião

    Corinthians acerta permanência de Pablo; resta acordo com Bordeaux

    ver detalhes
  • Com derrota por 3 a 0 no placar agregado, Timão ficou com o vice do Brasileirão 2017

    Valente, Corinthians/Audax sofre nova derrota e é vice-campeão brasileiro de 2017

    ver detalhes
  • Walter não será liberado pelo Corinthians

    Corinthians bate o martelo e não libera Walter para o São Paulo; novo encontro no sábado

    ver detalhes
  • Meia sentiu a costela após dividida com Betão

    Jadson tem fratura constatada e desfalca Corinthians por um mês

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes