Espinha dorsal do Corinthians está renovada

Espinha dorsal do Corinthians está renovada

QUEM SÃO ELES:

Julio Cesar – 31/12/14Goleiro subiu para os profissionais após a Copa São Paulo de juniores de 2004. Foram seis anos de espera, amargando muitas vezes até o fato de não ser nem relacionado para os jogos. Em meados de 2010, o prata da casa assumiu a vaga deixada por Felipe e nunca mais saiu. Apesar de ser contestado por parte da torcida, tem a confiança da comissão técnica e da diretoria, que reconheceu seu desempenho e sua história no clube, ao lhe conceder um aumento de salário e a extensão do seu contrato até 31 de dezembro de 2014. "Quero ficar aqui até o fim da minha carreira"

Alessandro – 31/12/2013O lateral chegou ao Parque São Jorge em janeiro de 2008, durante a reformulação que feita pela diretoria corintiana após a queda para a Série B do Brasileirão. Experiente, o lateral-direito assumiu a posição e não saiu mais. A não ser nos momentos de lesão que, para se azar e tristeza, não foram poucos nos últimos três anos e meio. Liderança perante ao grupo e regularidade com a camisa do Timão fizeram com que Andrés Sanchez optasse por estender seu contrato até fim de 2013. "Não é fácil mesmo (ficar tanto tempo como titular). Tive momentos difíceis, algumas lesões, mas consegui"

Chicão – 31/12/2013O zagueiro foi contratado do Figueirense na reformulação corintiana após cair para a Segundona. E não demorou para cair nas graças da Fiel. Seus gols de falta e cobranças de pênalti o colocaram no posto de maior zagueiro-artilheiro da história do Corinthians, com 34 gols. O jogador, caso cumpra seu contrato até dezembro de 2013, terá disputado nada menos do que seis temporadas pelo Timão. Sua meta é tornar-se o maior defensor-artilheiro, já que o lateral-direito Grané (década de 20) contabiliza 50 gols em sua passagem no clube.

Ralf – 31/12/2012Quer irritar a torcida do Corinthians basta afirmar que Ralf não poderá entrar em campo por esse ou aquele motivo. O volante é considerado fundamental para equipe, principalmente, por seu poder de marcação. Em 2010, durante o Brasileiro, uma lesão no tornozelo esquerdo o tirou de vários jogos. Não por coincidência, o momento em que a equipe mais levou gols e perdeu pontos na competição. Recentemente, a diretoria contemplou Ralf com um aumento e, neste momento, tenta estender seu contrato, que termina em dezembro do próximo ano. Propostas por ele não faltaram nos últimos meses.
Jorge Henrique – 31/12/2014O atacante foi trazido do Botafogo em janeiro de 2009. Na sua apresentação, esteve ao seu lado Souza. O futuro, porém, foi bastante diferente entre eles. Jorge Henrique tornou-se ídolo da Fiel e passou a exercer uma função diferente e considerada fundamental para a equipe de Mano Menezes, que sagrou-se campeã da Copa do Brasil e do Paulistão de 2009. Sua dedicação em campo, muita vezes atuando mais para a equipe do que para si próprio, teve como consequência a renovação do contrato, que termina em dezembro/14.

PAULINHO E WILLIAN: SÓ 'EMPRESTADOS'

Dois titulares da equipe aparecem no Boletim Informativo Diário da CBF como emprestados ao Corinthians. O volante Paulinho e o atacante Willian, oficialmente, pertencem ao Coimbra, de Minas Gerais. O primeiro com vínculo até junho de 2013. Já o segundo, tem contrato até janeiro de 2016.

A situação acontece porque os direitos econômicos de ambos estão vinculados ao Banco BMG, que "hospeda" seus jogadores no clube mineiro. A empresa não pode ter vínculo com jogadores, segundo a Fifa.

Em relação a Willian, o banco BMG adquiriu 55% dos direitos econômicos. O restante está dividido igualitariamente entre o empresário Eduardo Uram e outro grupo de investidores. No acordo com o BMG, que contou com a intermediação do agente Carlos Leite, o clube do Parque São Jorge vai comprar 30% dos direitos no fim de 2011.

KADU: EXEMPLO DE CONTRATO LONGO E INÚTILNem sempre fazer contratos longos é sinônimo de bom negócio no futebol. Alguns contratos de jogadores trazidos no passado continuam dando prejuízo ao Corinthians. O acordo em vigor do zagueiro Kadu é um exemplo, que mantêm vivo alguns erros da última administração, que resultou na queda para a Segundona Divisão.Apesar de não atuar pelo Timão desde 2007, Kadu continua vinculada ao clube, por meio de contratos firmados pelos dirigentes da época: Rubens Gomes (Rubão), Antoine Gebran e Alberto Dualib – vínculo termina apenas em junho de 2012. O atacante Clodoaldo, que teve contrato até maio deste ano, viveu uma situação muito semelhante.Apesar das tentativas da diretoria, ambos jamais aceitaram qualquer acordo de rescisão. Segundo pessoas ouvidas pelo LANCE!, a dupla sempre responde que, pelo contrato elaborado na época, não há motivo para querer sair. O zagueiro esteve emprestado ao Bragantino nos últimos anos e jamais se preocupou em procurar outro clube. Andrés Sanchez, que não participou de nenhuma das negociações, sempre lamenta o fato de ter de pagar os dois jogadores. De qualquer forma, dos cinco anos de acordo, só um dentro de campo.

Espinha dorsal do Corinthians está renovada

Enviado por: Leansdro Louredo

Veja Mais:

  • Equipe feminina do Timão foi ao CT Joaquim Grava no início de novembro

    Corinthians renova parceria com Audax e confirma equipe feminina para 2017

    ver detalhes
  • Castán posta foto com taça do penta e recebe pedidos para voltar; veja

    Castán posta foto com taça do penta e recebe pedidos para voltar; veja

    ver detalhes
  • Marlone foi o destaque do treino desta quinta-feira

    Marlone marca, Caíque ganha chance e Oswaldo volta a ensaiar escalação do Corinthians

    ver detalhes
  • Alessandro é homem de confiança do presidente corinthiano

    Diretor de futebol refuta saída de Alessandro do Corinthians: 'Picuinha'

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes