Com 151 atletas profissionais registrados na CBF, Timão gasta fortuna para manter maior elenco

Com 151 atletas profissionais registrados na CBF, Timão gasta fortuna para manter maior elenco

Entre jogadores emprestados, encostados, machucados, titulares e reservas, o técnico Tite pôde escolher entre 151 atletas profissionais para formar a equipe do Corinthians em 2011. Levantamento feito mostra que o clube tem o maior número de contratos registrados no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF, suficiente para formar cinco equipes completas para o Brasileirão.

Porém, apesar do batalhão de inscritos, a grande maioria fica longe do Parque São Jorge, já que o treinador usa "apenas" 30 na disputa do campeonato.

Entre os 121 atletas que não fazem parte dos planos, alguns casos chamam a atenção. O volante Bruno Octávio, por exemplo, criado na base, não joga pelo clube há pelo menos dois anos. No entanto, teve o contrato renovado em 2010, com duração até 2012.

O meia Eduardo Ramos, destaque da Anapolina em 2008, foi contratado naquele mesmo ano por quatro temporadas, mas não vingou. Desde 2009, já passou por Goiás, São Caetano, Sport, Grêmio Prudente e agora está no Náutico.

Outra situação curiosa é a do atacante Souza, que chegou ao clube em 2009, aos 27 anos, com salário de R$ 170 mil, contrato de três anos, e não rendeu o esperado. Ficou durante meses à espera de um interessado e acabou negociado com o Bahia no início de 2011.

Com 151 atletas profissionais registrados na CBF, Timão gasta fortuna para manter maior elenco

Enviado por: Patricia Bernardo

Veja Mais:

  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes
  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes