Humilde, Tite ignora a bola na trave, os pênaltis não marcados e diz que o placar foi justo

Humilde, Tite ignora a bola na trave, os pênaltis não marcados e diz que o placar foi justo

Por Meu Timão

Rogério Ceni cansou de ir buscar as bolas no fundo do gol

Rogério Ceni cansou de ir buscar as bolas no fundo do gol

Tite tentou controlar, mas não escondeu o tamanho da felicidade pela goleada do Corinthians por 5 a 0 sobre o rival São Paulo, neste domingo, no Pacaembu, pelo Campeonato Brasileiro (assista aos gols). O treinador reconheceu que terá problemas para descansar quando chegar em casa depois de uma vitória tão expressiva sobre um dos principais adversários.

- Eu não vou dormir direito de contente, de feliz. Estou segurando aqui para não abrir demais o sorriso. Respeito o outro lado. A adrenalina está a milhão, o jogo passando na cabeça, os lances, o que falei no vestiário...- afirmou.

O técnico acredita que o Corinthians mereceu o triunfo pela maneira como se entregou em campo. O Alvinegro exerceu uma forte marcação desde o primeiro tempo e dominou a partida. Os gols só vieram na etapa final.

- Quero enaltecer a equipe. Ela teve consistência, personalidade e qualidade de impor o resultado e respeitar o São Paulo. Foi um resultado construído com méritos. Tínhamos de fazer valer a superioridade numérica em gols. Construímos e merecemos o placar. Olhando para dentro do Corinthians e de mim, o grupo não se satisfaz com a tristeza ou o erro do outro, mas enaltece o nosso trabalho – ressaltou.

O comandante explicou a alteração tática que promoveu no intervalo. O Corinthians voltou para o segundo tempo com uma vantagem numérica pela expulsão de Carlinhos Paraíba, aos 40 minutos da etapa inicial.

- O Paulinho avançou e ficou junto do Danilo, com Jorge e Willian do lado e o Liedson fazendo pressão. Isso cresceu a equipe. Não adiantava ficar acelerando. Ajustamos um pouco mais e construímos (o resultado) - disse.

Tite considerou justa a expulsão de Carlinhos Paraíba e ainda apontou um pênalti de Bruno Uvini em Willian, não marcado pela arbitragem. Além disso, citou o clássico de Barueri, pela primeira fase do Paulistão. Com um jogador a menos, o Timão sufocou o São Paulo, mas não conseguiu evitar a derrota por 2 a 1.

- A expulsão foi justa e parece que teve um pênalti no primeiro tempo. Ainda vou olhar e conferir. A lei do jogo é para todos. Sei que perdi dois jogadores no outro duelo e mesmo assim o time passou dos 48 do segundo tempo tendo chance de gol – finalizou.

Fonte: Globo Esporte

Veja Mais:

  • Universidade Brasil firmou acordo com Corinthians para primeiro jogo da final estadual

    Corinthians anuncia patrocínio pontual para final do Paulistão; veja como fica a camiseta

    ver detalhes
  • Alan Mineiro não volta ao Corinthians em 2017

    Corinthians empresta Alan Mineiro para quarto clube diferente em menos de um ano

    ver detalhes
  • Corinthians encerrou preparação contra a Ponte Preta

    Clima bom, susto de Pablo e escalação do Corinthians: o último treino antes da Ponte Preta

    ver detalhes
  • Casuals foi derrotado nos pênaltis neste sábado; próxima temporada só em agosto

    Nos pênaltis, Corinthian-Casuals perde final e adia sonho de subir de divisão

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes