Com 3 desfalques contra o Cruzeiro, agora é a hora do Corinthians provar a força do grupo

Com 3 desfalques contra o Cruzeiro, agora é a hora do Corinthians provar a força do grupo

Por Meu Timão

Júlio César quando teve luxação no dedo na partida contra o Botafogo

Júlio César quando teve luxação no dedo na partida contra o Botafogo

Foto: Fábio Castro/AGIF

A volta do Rio de Janeiro, o Corinthians não trouxe só alegrias na bagagem. No dia seguinte à vitória sobre o Botafogo, o Timão sentiu dois baques: os desfalques de Liedson e Julio Cesar. A dupla levará cerca de um mês para se recuperar. Assim, Emerson Sheik e Renan estrearão como titulares contra o Cruzeiro, domingo. Prova de que, além de líder isolado e com folga no Brasileirão, o time de Tite aposta na força do grupo.

O problema mais grave é do atacante. O Levezinho fará nesta sexta-feira uma artroscopia no joelho esquerdo e ficará parado por ao menos cinco semanas. Já o camisa 1 sofreu luxação exposta no dedo mínimo da mão esquerda e também terá de se afastar dos gramados por quatro semanas.

Mas é neste tipo de ocasião que o grupo também mostra sua união, além da força em campo. O sentimento de Emerson e Renan, os novos titulares do time, é de solidariedade. “Todo jogador quer ser titular, briga para isso e, acima de tudo, precisa estar preparado quando a oportunidade acontecer. Me sinto preparado. Nunca vou esconder que busco a titularidade, mas entrar na equipe por lesão de um companheiro sempre e chato. Torço para que fique tudo bem”, disse o Sheik ao MARCA BRASIL.

Contratado no início de junho para ser a ‘sombra’ de Julio Cesar — foi cobrado devido a algumas falhas —, Renan fará a primeira partida com o manto corintiano, mas lamentou a contusão do colega de posição. “Jamais quero entrar na vaga de alguém por causa de lesão. O Julio e eu conversamos. Ele passou tranquilidade, deu força, assim como todo o grupo. Estou tranquilo e preparado”, falou o ex-arqueiro do Avaí.

Profissional há dois anos e com passagem pela Seleção de Mano, Renan confessou que está ansioso para o jogo no Pacaembu. “Sinto frio na barriga, lógico, mas já estou acostumado. Pode ser o jogador mais experiente, mas vai ter o frio na barriga”.

O Sheik, por sua vez, já atuou em sete jogos, contudo, não foi titular em nenhum. “Espero que o entrosamento seja o melhor possível e que o Willian me ajude, pois ele já vem jogando. É diferente sair jogando e entrar durante as partidas”, afirmou.

Para Danilo, a dupla será substituída à altura. Ambos terão cerca de um mês para provar que têm condições de brigar pela titularidade. “Todos sabem que nosso grupo tem uma qualidade muito boa, quem entrar vai dar conta do recado”, disse o meia.

O lateral-esquerdo Ramon também deve estrear contra o Cruzeiro, uma vez que Fábio Santos vai cumprir suspensão.

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Corinthians volta a brincar sobre confusão do Dérbi e promete novidade no uniforme

    Corinthians volta a brincar sobre confusão do Dérbi e promete novidade no uniforme

    ver detalhes
  • Furlan apita sexta partida do Corinthians na carreira

    Após polêmica no Dérbi, FPF define trio de arbitragem para próximo jogo do Corinthians

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade assegurou que o espaço (acima do número) está livre para ser negociado

    Patrocinador não cumpre acordo e Corinthians já negocia espaço do uniforme

    ver detalhes
  • Jadson deve reestrear pelo Corinthians apenas na próxima quarta-feira

    Corinthians divulga lista de relacionados para pegar Mirassol sem nenhum meia

    ver detalhes

O Corinthians deve manter o mesmo aproveitamento jogando com 3 desfalques?

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes