Temendo represálias, jogadores do Corinthians vão a treino juntos

Temendo represálias, jogadores do Corinthians vão a treino juntos

Por Meu Timão

A derrota para o Santos no final de semana provocou, além da perda da liderança, uma mudança na rotina dos jogadores do Corinthians.

Temendo sofrer represálias dos torcedores, o clube pediu auxílio à polícia militar no CT onde treinam os jogadores, e a corporação mandou viaturas para patrulharem o local, além de ter instalado uma base móvel no local dos treinos.

Ainda, os jogadores do elenco alvinegro concentraram em um hotel da cidade e, após, deslocaram-se para os treinos em um ônibus do clube, que levou todo elenco, ao invés de irem cada jogador em seus veículos particulares.

Um dirigente do clube, Duílio Monteiro Alves, explicou a ação do clube e comentou a relação do Corinthians com as torcidas organizadas, que invadiram o CT semanas atrás, antes da partida contra o Flamengo.

"A postura do nosso presidente sempre foi a de atender e conversar. Sabemos a importância da torcida, que nos apoia nos 90 minutos. Nós conversamos e escutamos o que eles têm a dizer. São várias as formas de se olhar, mas não vejo como um erro (dar liberdade a organizadas)", explicou o dirigente, em declarações publicadas no site Lancenet.

Edu comentou também sobre a atitude de ouvir as organizadas durante os trabalhos no CT, pois estas representam diversas pessoas:

"Desde que seja passiva, de uma maneira tranquila, estou à disposição para conversar e explicar. Eles representam grandes instituições, um grande número de pessoas. É óbvio que não dá para deixar as portas abertas todos os dias para receber membros de torcida. Mas, eventualmente, quando eles quiserem saber o que acontece, não tem problema. Estamos trabalhando, não estamos aqui para curtir o CT", avaliou.

Fonte: Goal

Veja Mais:

  • Corinthians/Americana pode não voltar a quadra no segundo semestre

    Campeão nacional, Corinthians/Americana chega ao fim, diz jornal

    ver detalhes
  • De promessa a dispensado: ex-Corinthians, Cassini comunica saída da Ponte Preta

    De promessa a dispensado: ex-Corinthians, Cassini comunica saída da Ponte Preta

    ver detalhes
  • Cicinho, hoje no futebol búlgaro, deve pintar como reforço do Corinthians

    Final da Copa da Bulgária separa Corinthians de segunda contratação para o Brasileirão-2017

    ver detalhes
  • Pequeno torcedor conheceu também o xeque Al-Khelaifi, dono do clube francês

    Em Paris, torcedor-mirim surpreende xeique do PSG e pede contratação de atacante do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes