Relacionado, Chicão comemora: 'O importante é estar de volta ao grupo'

Relacionado, Chicão comemora: 'O importante é estar de volta ao grupo'

Um misto de alívio e empolgação tomou conta do zagueiro Chicão assim que ele foi comunicado pelo técnico Tite que voltaria a estar entre os convocados para o próximo jogo do Corinthians, que será nesta quarta-feira, às 21h50 no estádio do Pacaembu, contra o Botafogo. Depois que se recusou a ficar no banco no clássico com o São Paulo e deixou a concentração, alegando que não tinha condições psicológicas, ele passou três semanas treinando com os reservas e nem foi relacionado para os três últimos jogos.

Um dos líderes do grupo e jogador com mais partidas disputadas no elenco atual (186 jogos), Chicão reconheceu que não estava bem na parte técnica e agora retorna com a intenção de recuperar a vaga, mas respeita os companheiros e deixa qualquer tipo de vaidade para escanteio. Ao GLOBOESPORTE.COM, por telefone, ele falou sobre o tempo afastado, sobre a saída antes do clássico e relatou a alegria de voltar ao grupo de relacionados, mesmo que seja no banco. Confira os principais trechos da entrevista.

GLOBOESPORTE.COM: Como você se sentiu quando soube que voltaria a ser relacionado para um jogo do Corinthians?

Chicão: Fique feliz de novamente estar me concentrando com a equipe. Independentemente de estar no banco ou jogar, o importante nesse momento é estar de volta ao grupo.

Em sua avaliação, você acha que não estava rendendo o que era esperado?

Precisava treinar um pouco mais mesmo. Fiz muito trabalhos de complementos na parte técnica e na parte física com o Fábio (preparador físico do Corinthians). Aprimorei o cabeceio, o domínio de bola. Quando temos uma sequência de jogos não tem como fazer isso, e foi muito bom para mim.
Não fiquei arrependido, mas fiquei chateado pelo que falaram. Eu não tinha condições mesmo, tanto que, quando fui comunicar ao Edu, estava tremendo"

Na véspera do clássico contra o São Paulo, você deixou a concentração e disse que não tinha preparo emocional para ficar no banco. Sente algum tipo de arrependimento por ter tomado essa atitude?
Não fiquei arrependido, mas fiquei chateado pelo que falaram. Eu não tinha condições mesmo, tanto que, quando fui comunicar ao Edu (gerente de futebol do Corinthians), estava tremendo. Decidi sair para não prejudicar o grupo, pois se os jogadores precisassem de mim não conseguiria ajudar.
Durante o tempo em que ficou afastado do grupo, procurou o apoio de alguém para superar esse momento?

Respeitei a decisão do treinador e o único que falei foi com o Alessandro. Ele me disse que realmente era uma situação chata e eu iria superar. Depois fui ficando mais tranquilo e me dediquei aos trabalhos.


Com a sua saída, o Paulo André formou a dupla com o Leandro Castán, e a defesa voltou a ter consistência. O Wallace também foi bem quando entrou. Você acha que conseguirá espaço neste time?

Foi bom ver isso porque o Corinthians mostrou que tem qualidade, e a equipe evoluiu. Mas agora que voltei vou brigar pela vaga de titular, esse é o meu objetivo agora. Será uma disputa sadia e sem vaidade. Agora temos de respeitar a decisão do treinador.

Sem você na equipe, o Corinthians sofreu apenas dois gols nos últimos quatro jogos. Essa melhoria tem relação com a sua saída?

Não acredito porque, se você for analisar bem, no jogo contra o Atlético-GO estávamos sem o Liédson, sem o Ralf, sem o Emerson, e o Corinthians venceu bem. Mostramos que temos um grupo forte, e não foi só porque o Chicão saiu que o time melhorou.

Você planeja recuperar a vaga no time em breve. Também sonha levantar a taça no final do Brasileiro, já que era o capitão corintiano e pode ter a faixa de volta?

Ainda não pensei nisso, mas não importa quem vai levantar o troféu, e sim que o Corinthians é mais importante do que tudo, que o Chicão, que o Tite, que qualquer um. O Corinthians tem de vir em primeiro lugar. Se o título vier, seria muito bom levantar a taça, mas se for outro jogador não vejo problema.

Relacionado, Chicão comemora: ‘O importante é estar de volta ao grupo’

Fonte: Globo Esporte

Enviado por: Gustavo Gomes Pacheco

Veja Mais:

  • Campeonato Brasileiro agora tem quatro, e não três, vagas à fase de grupos da Libertadores

    Conmebol anuncia novidade, e Corinthians volta ao páreo por vaga direta na Libertadores

    ver detalhes
  • Alan Santos tem conversas avançadas com Corinthians

    Corinthians negocia contratação de volante do Coritiba, diz portal

    ver detalhes
  • Giovanni Augusto treinou como lateral nesta terça-feira

    Giovanni na lateral, mudança na zaga e susto de Rildo: o treino desta terça do Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians encara o Cruzeiro neste domingo, no Mineirão

    Resultado no Mineirão vale mais que os três pontos para Corinthians e Cruzeiro; entenda

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes