Amigos de Teixeira dominam Comissão da Lei da Copa

Amigos de Teixeira dominam Comissão da Lei da Copa

Por Meu Timão

Ricardo Teixeira tem bom relacionamento com alguns deputados

Ricardo Teixeira tem bom relacionamento com alguns deputados

Foto: Nacho Doce/Reuters

Quatro dos cinco membros da diretoria da Comissão Especial da Lei Geral da Copa, criada na Câmara dos Deputados para analisar e dar parecer sobre a legislação referente ao Mundial, possuem ligações com Ricardo Teixeira, presidente do Comitê Organizador Local (COL) e da CBF. Um deles, José Rocha (PR-BA), que está fora do país em missão oficial, recebeu R$ 150 mil da entidade para campanhas eleitorais (veja acima).Instalada na última terça-feira, a Comissão irá analisar as mudanças no texto da Lei Geral da Copa propostas pela Fifa durante reunião com a presidente Dilma Rousseff, na semana passada. Um dos pontos mais polêmicos diz respeito à meia-entrada para estudantes e para idosos, garantidas, respectivamente, por leis estaduais e federal. A Fifa deseja o fim do benefício durante o período da Copa.O bom trânsito dos parlamentares com Teixeira poderia fazer com que as vontades da entidade fossem atendidas mais facilmente.

VEJA O GRÁFICO DA TEIA DE RELAÇÕES DE RICARDO TEIXEIRAO ex-atacante e deputado Romário (PSB-RJ), membro titular da Comissão, acredita que os parlamentares ficariam marcados negativamente caso agissem em favor da CBF.? Se eu sentir por parte de alguns que existe um lobby para que a CBF e a Fifa saiam com vantagem e que o governo e o povo percam, vou ser o primeiro a gritar ? afirmou.Teixeira deverá encontrar em breve seus conhecidos. O deputado Otávio Leite (PSDB-RJ) já apresentou requerimento para que o cartola preste esclarecimentos à Comissão, assim como o ministro do Esporte, Orlando Silva, e representantes da Fifa.? A presença deles é um pressuposto para que o debate posa ser travado de maneira séria ? disse Leite.

A COMISSÃO ESPECIALO que éAs Comissões Especiais da Câmara são temporárias e têm a função de emitir parecer sobre questões competentes a mais de três Comissões Permanentes.MembrosA diretoria é composta por um presidente, um relator e três vices, todos eleitos pela Câmara. Os demais membros titulares e suplentes são indicados pelo presidente da comissão ou por líderes de bancada.PoderesA Comissão Especial discutirá o texto atual da Lei Geral da Copa e as mudanças propostas pela Fifa em reunião recente com a presidente Dilma Rousseff. O grupo poderá propor emendas antes do Projeto de Lei ir a votação na Câmara.Posição inicialVários membros da Comissão já manifestaram disposição em confrontar a Fifa, principalmente em relação à meia-entrada. O tema será alvo de longa discussão.Com a palavra - Romário, deputado federal e membro titular da comissão'Se pensarem na CBF, talvez nem voltem'A interferência nos trabalhos da Comissão poderia até acontecer, mas creio que não haverá. Hoje o político é diferente do político de antes. Essa Lei Geral é algo de importância para o povo. Os partidos escolheram pessoas que  possam ajudar o Brasil neste momento. Eles sabem que se fizerem alguma coisa com o objetivo de ajudar a CBF e não a sociedade brasileira, ficarão marcados. O político de hoje entende que sua obrigação é fazer algo direcionado para o povo. Em relação à Copa, independe deles (deputados) terem algum tipo de ligação com a CBF ou outras empresas relacionadas ao Ricardo Teixeira. Se eles ficarem pensando em se promover ou fazer o que é melhor para a CBF, talvez nem voltem mais para a política.Bate bola com Renan Filho, presidente da Comissão Especial da Lei Geral da Copa

Como o senhor vê o fato de parlamentares da Comissão Especial possuírem ligações com a CBF?

Muitos deputados são ligados ao mundo esportivo, mas isso é algo normal nas comissões. Na Comissão de Educação e Cultura, por exemplo, há muitos professores. Na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, há grandes juristas e ex-juízes.

A relação de parlamentares com a CBF poderá influenciar os trabalhos da Comissão Especial?

Acho que não. Na primeira reunião da Comissão, o que ouvimos foi no sentido de garantir a soberania nacional e os direitos sociais do povo brasileiro e negociar com a Fifa para que ela aceite. Se os deputados estão manifestando esse interesse, garantindo os direitos do povo, não estão atendendo outros interesses.

O senhor defende a manutenção da meia-entrada durante a Copa?

Defendo a meia-entrada para o idoso. Temos legislação federal para isso. E também o desconto para estudante, apesar de não termos lei federal, o que acontecerá em breve. Traremos representantes de entidades para discutir essas questões. Acho que a Fifa também aceita debater. Ela não é contra, só não queria arcar sozinha com esse custo.

Fonte: Lancenet

Veja Mais:

  • Patch de homenagem a Chapecoense na camisa do Corinthians

    Veja imagens da camisa do Corinthians com o patch da homenagem a Chapecoense

    ver detalhes
  • Marinho vem sendo pedido por torcedores do Corinthians para 2017

    Pedido pela torcida do Corinthians, Marinho admite deixar Vitória em 2017

    ver detalhes
  • Simi passou sete anos no Corinthians

    Simi reclama de saída do Corinthians e projeta 'final às avessas' da LNF no Parque São Jorge

    ver detalhes
  • Oswaldo divulgou lista de relacionados do Corinthians

    Com apenas um desfalque, Corinthians divulga lista de relacionados para enfrentar Cruzeiro

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes