Tite sobre o árbitro: 'Eu fiz o que 30 milhões fariam'

Tite sobre o árbitro: 'Eu fiz o que 30 milhões fariam'

Por Meu Timão

Tite foi expulso depois de reclamar do lance do pênalti marcado para o Cruzeiro

Tite foi expulso depois de reclamar do lance do pênalti marcado para o Cruzeiro

Foto: Ramon Bittencourt

O Corinthians ficou muito próximo de perder dois pontos na Arena Jacaré. Nos minutos finais do jogo contra o Cruzeiro, o árbitro Pablo dos Santos Alves (ES) viu pênalti de Edenílson em cima de Élber. Montillo, que poderia empatar, bateu por cima do trave de Julio César.

Apesar do argentino ter desperdiçado a chance e o prejuízo do Timão ter sido minimizado, o técnico Tite não se conformou com a marcação do
árbitro. Com as mãos, o treinador apontou para as arquibancadas e gritou: ?Todo o estádio viu que não foi pênalti, que foi falta no meu jogador'. Resultado: acabou expulso.

No vestiário, mesmo com a vitória confirmada, Tite não diminiu a raiva pelo lance protagonizado pela arbitragem. Arrependimento pela expulsão? Não...

? Construímos o placar e ele quase foi por água abaixo por um pênalti que meu jogador sofreu falta. E todo mundo viu. Teve um lance do
Paulinho que ele tirou a bola e recebeu a falta, teve outro do Ramirez que saiu na cara do gol e não tava em impedimento. Eu fiz o que 30
milhões de corintianos queriam fazer, dizendo ?apita legal, igual para os dois?. Se é para um lado, dá. Se é para o outro, dá também ? afirmou.

A posição firme de Tite chamou atenção, principalmente porque ele não é de fazer isso após os jogos. Sua postura, normalmente, é de mais
tranquilidade, sem querer comentar o trabalho de árbitros e assistentes. Neste domingo, porém, não segurou a raiva.

? Na hora eu tive a convicção de que não foi pênalti. Fiz o que 30 milhões de corintianos. Se é para um lado é para o outro. Quando o Fágner tira a bola coma mão, falam em lance duvido. Eu só quero igualdade no tratamento e no trabalho que estamos desempenhando. Só isso. Não quero privilégio ? completou o treinador.

A bronca de Tite com o extracampo não parou por aí. O tratamento que os torcedores do Cruzeiro, atrás do banco de reservas, dispensado ao
treinador também o irritou. Segundo ele, os cruzeirenses deixaram de torcer para a equipe para atrapalhar seu trabalho no jogo.

Fonte: Lancenet

Veja Mais:

  • Apresentadora usou termo pejorativo para se referir ao Corinthians

    Corinthians é chamado por termo pejorativo em programa de televisão de Campinas

    ver detalhes
  • Elenco do Timão teve dia descontraído no CT Joaquim Grava

    Carille libera rachão, e Corinthians tem treino com show de descontração antes de final estadual

    ver detalhes
  • Tour da Arena Corinthians terá início na segunda semana de maio

    Corinthians anuncia início do tour da Arena; veja preços e como comprar ingressos

    ver detalhes
  • Corinthians de Carille vem se tornando conhecido pela postura defensiva

    Técnico do Corinthians cita até Atlético de Madrid para defender filosofia de trabalho

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes