Corinthians contará com 'Marcelinho Mão de Anjo? no estádio do Corinthians

Corinthians contará com 'Marcelinho Mão de Anjo? no estádio do Corinthians

Por Meu Timão

Marcelo

Marcelo

Foto: Renato Cordeiro

Marcelinho Carioca fez 423 partidas pelo Corinthians, marcou 206 gols e conquistou dez títulos. Nos primeiros 100 anos do clube, o ex-meia foi o Marcelo mais importante da história alvinegra.

Agora, porém, o Pé de Anjo ganhou concorrência. Aos 43 anos, o ex-comerciante Marcelo Fonseca é um dos alunos que iniciou na segunda-feira o curso de capacitação profissional do Programa Acreditar, desenvolvido pela Odebrecht para qualificação de mão de obra.

? Não sou o Pé de Anjo, mas posso ser o Mão de Anjo (risos). Vejo como uma possibilidade de fazer parte da história também. O estádio será uma novidade do nosso país para a Copa do Mundo. Mas, depois, tudo vai passar e o estádio ficará. A história vai ficar para sempre ? disse.

Divididos em duas salas de aula na Obra Social Dom Bosco, em Itaquera, 36 alunos iniciaram os cursos de ajudante de produção para a construção civil (20 deles, com formatura já na sexta-feira) e carpintaria (os 16 restantes, com término em 13 de dezembro, já que há aulas práticas). As aulas são ministradas por professores do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem da Indústria).

Segundo a Odebrecht, o programa é usado em áreas em que há demanda por mão de obra qualificada. Além do Fielzão, a Arena Pernambuco também receberá profissionais oriundos dos cursos no Nordeste.

Até dezembro de 2013 ? previsão de conclusão da obra ?, 300 alunos serão formados nos mesmos cursos e também como pedreiros e armadores. E 40% deles será contratada para trabalhar no Fielzão.

Durante o período do curso em Itaquera, a Prefeitura de São Paulo dará um benefício de R$ 381,50 aos futuros profissionais capacitados.

Bate-Bola com Marcelo Fonseca
Estudante do curso de carpintaria do Programa Acreditar, da Odebrecht

LANCENET!: Como vê essa oportunidade?
M: Vejo como uma possibilidade de me efetivar na empresa, que está oferecendo o curso, e como uma chance de trabalhar no estádio. Quero me profissionalizar também nessa área de carpintaria.

LANCENET!: Já atuou nessa área antes?
M: Sempre trabalhei no comércio, para mim é uma novidade, uma  oportunidade que se abriu, porque no comércio já estava desistindo. Estou vendo que há possibilidade de ir para frente nesse propósito.

LANCENET!: Você é corintiano?
M: (Risos) Sou, sim. Meu filho também é. Não estou aqui só por isso, mas é claro que faz parte também.

LANCENET!: Será um orgulho ajudar na realização da Copa no Brasil?
M: Sem dúvida, a participação não será só minha, mas de todos os paulistas. Na verdade, de todo o Brasil. São várias capitais com novos estádios. A Copa será um sucesso, mas há muito trabalho a fazer ainda.



 

Fonte: Lancenet

Veja Mais:

  • Corinthians volta a brincar sobre confusão do Dérbi e promete novidade no uniforme

    Corinthians volta a brincar sobre confusão do Dérbi e promete novidade no uniforme

    ver detalhes
  • Furlan apita sexta partida do Corinthians na carreira

    Após polêmica no Dérbi, FPF define trio de arbitragem para próximo jogo do Corinthians

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade assegurou que o espaço (acima do número) está livre para ser negociado

    Patrocinador não cumpre acordo e Corinthians já negocia espaço do uniforme

    ver detalhes
  • Jadson deve reestrear pelo Corinthians apenas na próxima quarta-feira

    Corinthians divulga lista de relacionados para pegar Mirassol sem nenhum meia

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes