Com toques divinos, Alex cresce na reta decisiva do Brasileiro

Com toques divinos, Alex cresce na reta decisiva do Brasileiro

Por Meu Timão

Em outubro, mês das bruxas, Alex espantou fantasmas, ignorou assombrações e encontrou seu melhor futebol. O mês está abençoado, como ele se considera.

Ele foi decisivo em quatro dos cinco jogos da equipe. Anotou três gols ? o mesmo número de sua estreia, em 30 de junho, até setembro ? e deu duas assistências. Enfim, Alex está decidindo para manter o Timão na briga pelo título brasileiro. Mas nada de bruxarias...

? Bruxo? Deus me livre, deixa quieto (risos). Sou um cara de Deus, abençoado, iluminado, tenho o privilégio de participar de um grupo que é maravilhoso, de um clube fantástico, querendo ganhar um título que eu não tenho ? afirmou ao LANCENET!.

Ao longo da carreira, ele acostumou-se com a força ?sobrenatural? para crescer em momentos importantes. No Internacional, fez gol em semifinal na campanha do título da Copa Santander Libertadores em 2006, marcou na decisão da Recopa de 2007 e não passou em branco em nenhuma fase na conquista da Sul-Americana, no ano seguinte.

No último domingo, o meia confirmou a boa fase ao marcar, aos 43 minutos do segundo tempo, um belo gol de falta que garantiu o empate com o Internacional no Beira-Rio.

O jogador ainda se cobra pelo investimento feito pelo Corinthians. Foram 6 milhões de euros (cerca de R$ 14 milhões) para tirá-lo do Spartak Moscou (RUS). Com os pés no chão e humildade, ele relembra do momento de pressão, quando era criticado por parte da torcida, até hoje, quando tem assumido a responsabilidade na ausência de medalhões como Chicão, Adriano e Emerson.

? Tivemos um período de dez jogos ruins e nem eu nem o conjunto funcionávamos. Essa história de ?Joga em mim que eu resolvo? é com Ronaldo, Romário. Se todos não estiverem bem, as individualidades não vão sobressair ? garantiu.

O mês em campo acaba no próximo domingo, dia 30, contra o Avaí no Pacaembu. Véspera de Halloween, dia 31, quando Alex pode fazer mais uma travessura pelo título...

Coxa esquerda será examinada

Ao deixar o Beira-Rio, Alex se queixou de uma fisgada no músculo reto femoral da coxa esquerda. Hoje, às 9h30, o elenco se reapresenta no CT Dr.Joaquim Grava, e o meia deve ser reavaliado pelos médicos para saber se será problema para o confronto de domingo, contra o Avaí, no Pacaembu.

? Não acredito que seja grave, mas quero dar uma examinada com os médicos. Não é uma dor aguda. Dei um pique antes do gol e senti um pouco. Depois, lancei a bola para o Jorge (Henrique) e deu uma beliscada na perna. Não sei se pode comprometer para o jogo do fim de semana ? declarou.

No último dia 12, Alex disse ao LANCENET! que há três meses que ele está atuando à base de anti-inflamatórios e relaxantes musculares para amenizar dores na coxa direita. Por causa disso, desfalcou a equipe diante de Palmeiras e Grêmio, no fim de agosto.

Confira um bate-bola exclusivo com o meia

LANCENET!: Como conseguiu não comemorar o golaço nos últimos minutos?
ALEX: Não sei, é coisa de momento, tenho uma ligação muito forte lá no Inter. Coisa que não se explica, de momento. É vivido ali, aconteceu e a minha parte, que era conseguir ajudar o Corinthians, foi feita.

L!: Teve alguma palavra especial no vestiário depois do empate?
A: A gente reincorporou, em conjunto, individualmente, voltamos a jogar um bom futebol, por isso voltamos a somar bastante pontos. Jogamos bem dentro e fora de casa. Está naquele clima de decisão agora. Estamos crescendo em um momento bom e isso anima.

L!: A que você atribui a sua acentuada melhora de rendimento?
A: A retomada acabou sendo depois do jogo do Vasco. Joguei mais à frente e fiz dois gols em dois jogos (o outro foi no Atlético-GO). Do Atlético-PR para cá fiz a minha função, depois joguei mais aberto, mas o conjunto não estava bem. Joguei em outras posições. Depois que joguei de atacante deu uma retomada. Agora estou podendo ser mais participativo e decisivo.

L!: Você está se destacando quando o time está sem Emerson, Adriano, Chicão, Liedson voltando de lesão.
A: Emerson saiu quando estava vivendo um momento muito bom. Mas se a gente não tivesse com um conjunto bom, não estaríamos bem colocados, tomaríamos mais gols. A gente voltou a ser equilibrado, consciente. Olha o campeonato que o Paulinho está fazendo, Willian, Liedson voltando agora.

L!: E como vê a procura da diretoria por Montillo e Douglas?
A: Eu nem penso, isso é programação da diretoria, responsabilidade deles de pensar no projeto. Se vierem esses nomes, seria maravilhoso. Mas temos de pensar no título.


Decisivo no Inter

Libertadores 2006
Fez gol na vitória sobre o Libertad (PAR), no Beira-Rio, pela semifinal, e fez jogada para gol de Sóbis na final contra o São Paulo, no Morumbi.

Recopa de 2007
Fez gol de pênalti na decisão contra o Pachuca (MEX), no Beira-Rio.

Gauchão-08 e Sul-Americana
Com 13 gols, foi artilheiro na conquista do Gaúcho-08. Fez gol nas quartas, semi e final da Sul-Americana-2008.

Fonte: Lancenet

Veja Mais:

  • Sub-20 comemorando título do Corinthians/UNIP no futsal

    Sub-20 conquista título estadual e Corinthians fica perto de fim de ano perfeito no futsal

    ver detalhes
  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes