Tetravice português, Liedson tem 'pé atrás' com Brasileiro no Timão

Tetravice português, Liedson tem 'pé atrás' com Brasileiro no Timão

Por Meu Timão

Atacante de seleção portuguesa e ídolo no Corinthians, Liedson não tem títulos nacionais expressivos no currículo. Com duas conquistas da Taça de Portugal, mas sendo quatro vezes vice-campeão da Liga Sagres (Campeonato Português), o atacante espera desta vez não desperdiçar a ótima oportunidade de vencer o Brasileiro, pois seu time lidera a competição.

'Ser vice-campeão não significa nada', lamenta o luso-brasileiro, que atuou sete temporadas e meia pelo Sporting. 'Aqui, eu ganhei um título paulista (de 2003) e foi muito bom, mas ser campeão brasileiro, eu não faço ideia realmente de como é. Seria uma sensação incrível. Essa vontade é que dá mais força para continuar me sacrificando, porque vai valer a pena no fim'.

A seis rodadas do final do campeonato, o Corinthians tem pelo menos os quatro clubes cariocas (Vasco, Botafogo, Fluminense e Flamengo) como concorrentes pelo troféu. Mas dependente apenas de si para assegurar a conquista, o time paulista olha para o exemplo do ano passado a fim de evitar nova bobeada, já que são raras as chances de ganhar títulos dessa grandeza.

'Pensamos nos dois lados, mas do jeito que estamos concentrados nesta reta final, dependendo só de nós e faltando seis jogos, a gente fica tranquilo por essa situação. A gente não pensa muito em morrer na praia. Fica, sim, com um pé atrás, mas tenho certeza de que, se continuar fazendo o trabalho que a gente vem fazendo, vai dar tudo certo no fim da competição', aponta Liedson.

Nas contas da comissão técnica, alcançar em torno de 71 pontos seria suficiente para levar o Corinthians ao pentacampeonato. No momento, o time soma 58 e precisaria portanto de 13 em 18 possíveis. O próximo compromisso será neste domingo, diante do América-MG, em Uberlândia.

'Certeza de que vamos ser campeões, não tenho, não posso ter. Mas a esperança disso sim. Fico empolgado em ver todos felizes no vestiário, todos são amigos. Nossos treinos são sérios, e o Tite vem elogiando isso. Dá tranquilidade e confiança para poder alcançar o título', conclui.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Mais:

  • Corinthians/Americana pode não voltar a quadra no segundo semestre

    Campeão nacional, Corinthians/Americana chega ao fim, diz jornal

    ver detalhes
  • De promessa a dispensado: ex-Corinthians, Cassini comunica saída da Ponte Preta

    De promessa a dispensado: ex-Corinthians, Cassini comunica saída da Ponte Preta

    ver detalhes
  • Cicinho, hoje no futebol búlgaro, deve pintar como reforço do Corinthians

    Final da Copa da Bulgária separa Corinthians de segunda contratação para o Brasileirão-2017

    ver detalhes
  • Pequeno torcedor conheceu também o xeque Al-Khelaifi, dono do clube francês

    Em Paris, torcedor-mirim surpreende xeique do PSG e pede contratação de atacante do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes