Com 'erro' em venda, Corinthians espera confirmar Derby para 4/12

Com 'erro' em venda, Corinthians espera confirmar Derby para 4/12

Por Meu Timão

'Sujeito a alteração': programa corintiano de sócio-torcedores destaca alerta sobre possível mudança

'Sujeito a alteração': programa corintiano de sócio-torcedores destaca alerta sobre possível mudança

Foto: Reprodução

Mesmo sem ter sido desmembrada a rodada final do Campeonato Brasileiro, o Corinthians iniciou em 18 de outubro a venda de ingressos para o compromisso em questão: o duelo com o Palmeiras, no Pacaembu. Conforme a última parcial apurada, mais de 20 mil entradas já foram comercializadas pelo programa Fiel Torcedor.

A venda pelo site www.fieltorcedor.com.br vem sendo realizada para 4 de dezembro (domingo), data inicialmente divulgada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Na tabela mais recente, porém, a partida está marcada para o sábado. A entidade alega que essa previsão não tem validade até ser desmembrada oficialmente a rodada, mas o clube mesmo assim se previne contra eventuais reclamações de torcedores.

'É um problema, mas já temos orientado nosso torcedor a respeito dessa possibilidade', diz o supervisor de arrecadação do clube, Lúcio Blanco, ao lembrar alerta presente antes do ato da compra. 'Está escrito no site que a data da partida está sujeita a alteração. Mas esperamos que seja mantida no domingo. Os sócio-torcedores não precisam trocar (o comprovante de compra) por bilhete. Eles utilizam o próprio cartão do programa como validador para entrar no estádio'.

Pelo lado do São Paulo, mandante do outro clássico e que no momento ocupa apenas a oitava posição, a ordem é esperar, segundo o vice-presidente de futebol, João Paulo de Jesus Lopes. 'Há possibilidade de controlar sem mudança de local e horário, mas se for necessário, a PM tem obtido isso. Às vezes se muda de domingo para sábado. Sem dúvida, conforme o clima esperado nas proximidades da últimas rodada, as partes interessadas vão atuar', avalia o dirigente tricolor.

Sem poder de veto, a Polícia Militar pode apenas sugerir à Federação Paulista de Futebol (FPF) que solicite alguma saída preventiva junto à CBF. Em caso de resposta negativa, o policiamento na capital terá que acatar e dar conta de cuidar da circulação dos quatro grupos de torcedores não somente no interior do Pacaembu e do Morumbi, mas principalmente pelas vias da cidade.

'A PM tem capacidade de atender dois clássicos, mas a população de São Paulo soferia muito com isso. São grandes torcidas se deslocando ao mesmo tempo. A possibilidade de acontecer alguma coisa é grande. Mas faremos de tudo para evitar qualquer ocorrência', pontua o Capitão Luiz Gonzaga de Oliveira Júnior, coordenador operacional do 2º Batalhão de Choque da PM.

* Colaboraram William Correia e Fellipe Lucena

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Mais:

  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes
  • Filha dá resposta sensacional ao pai palmeirense: 'Vai, Corinthians'

    Pai força garotinha a cantar música do Palmeiras, e ela surpreende com um 'Vai, Corinthians!'

    ver detalhes
  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes