Tite perdoa queda de rendimento do Corinthians contra o Atlético-PR

Tite perdoa queda de rendimento do Corinthians contra o Atlético-PR

Por Meu Timão

Após um início arrasador contra o Atlético-PR, Corinthians foi acuado na defesa no segundo tempo

Após um início arrasador contra o Atlético-PR, Corinthians foi acuado na defesa no segundo tempo

Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press

O Corinthians marcou dois gols em quatro minutos neste domingo, no Pacaembu. Não deixou o Atlético-PR jogar no primeiro tempo. No segundo, no entanto, viu o adversário marcar um gol, acertar a trave duas vezes e ameaçar a vitória por 2 a 1. Uma queda de rendimento normal, para o técnico Tite.

'Fazer um segundo tempo igual ao nosso primeiro é humanamente impossível. O Corinthians tinha atropelado e queria continuar agredindo, mas também deve saber administrar os momentos difícil. Na reta final do campeonato, aquele que mantiver equilíbrio em um jogo todo não é humano', ele perdoou.

Os jogadores do Corinthians não ficaram tão conformados como Tite. 'O Atlético-PR cresceu muito no segundo tempo, depois de a gente fazer um excelente começo de jogo. Eles marcaram um gol e nos complicaram. Nossa etapa complementar foi de esquecer', lamentou o meia Danilo. 'Houve sufoco, mas o mais importante foi a vitória', priorizou o zagueiro Leandro Castán.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Mais:

  • Corinthians tem interesse na contratação do lateral Dodô

    Corinthians se interessa por lateral, mas dívida dificulta negócio com Coritiba

    ver detalhes
  • Setor Norte da Arena Corinthians segue interditado para o início do Brasileirão

    Setor Norte da Arena segue interditado para Brasileiro; Corinthians pode ter dois clássicos 'vazios'

    ver detalhes
  • Mais um herói na arquibancada de cima

    [Walter Falceta] Mais um herói na arquibancada de cima

    ver detalhes
  • Pedrinho surge como opção para Jadson, que foi preservado do treino nesta quarta-feira

    Pedrinho é testado por Carille no primeiro treino com titulares antes de decisão

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes