Corinthians pode ser campeão no domingo se rival Palmeiras bater o Vasco

Corinthians pode ser campeão no domingo se rival Palmeiras bater o Vasco

Por Meu Timão

Apesar de acirrada a disputa pelo título, o líder Corinthians poderá ser campeão em casa, no domingo, diante do Atlético-MG. Para continuar nessa condição até lá, precisa primeiramente de combinação favorável nesta quarta-feira: vitória sobre o Ceará, em Fortaleza, e derrota do vice-líder Vasco para o Palmeiras, no Pacaembu.

Depois disso, a combinação fica um pouco mais complicada. No fim de semana, além de bater o Atlético-MG, em casa, a equipe terá que contar com nova derrota do Vasco (para o Avaí, como mandante), enquanto Fluminense, Figueirense e Botafogo poderão ter somado máximo de quatro pontos cada em duas rodadas.

'Tem que ter tranquilidade e sabedoria, porque o momento é delicado. Um passe errado pode botar um ano todo no buraco', diz o atacante Emerson, bicampeão em 2009 e 2010 e que diz não torcer pelo Palmeiras diante do segundo colocado Vasco. 'Temos que pensar no nosso jogo. Se começarmos a pensar no jogo do Vasco contra o Palmeiras, a gente esquece o nosso jogo'.

O camisa 11 alvinegro acrescenta ainda que não apenas Corinthians e Vasco, desgarrados por cinco pontos do terceiro colocado Fluminense, estejam na disputa. 'Está aberto. Quem bobear pode ficar atrás até do Figueirense (quarto colocado, também com 56 pontos), que está fazendo uma bela campanha e sendo a novidade do segundo turno. Pode haver outra surpresa. Têm outros times brigando pelo título', encerra o jogador corintiano mais em alta neste momento.

Fonte: ESPN

Veja Mais:

  • Jadson deve ser opção a partir da próxima quarta-feira, dia 1

    Jadson confirma que se colocou à disposição para enfrentar o Palmeiras e crava jogo da reestreia

    ver detalhes
  • Fellipe Bastos, à direita, deve retornar ao time; Léo Jabá é dúvida

    Corinthians terá ao menos uma mudança na escalação para encarar Palmeiras

    ver detalhes
  • Sanchez e Roberto de Andrade seguem aliados na política do Corinthians

    Fortalecido após veto do impeachment, Andrés Sanchez cogita voltar à presidência do Corinthians

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade assumiu presidência do Corinthians em fev/2015 e segue até fev/2018

    Conselheiros barram votação do impeachment, e Roberto de Andrade segue presidente do Timão

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes