Timão busca regularidade de campeão na reta final

Timão busca regularidade de campeão na reta final

Por Meu Timão

Emerson será titular nesta noite ao lado de Liedson e Willian na frente

Emerson será titular nesta noite ao lado de Liedson e Willian na frente

Foto: Tom Dib

A vitória do Corinthians por 2 a 1 contra o Atlético-PR, no Pacaembu, evidenciou a instabilidade da equipe de um tempo para o outro. Porém, o desequilíbrio do líder é ainda maior no Brasileirão.

Há 25 rodadas o Timão não vence dois jogos de forma consecutiva. A última sequência positiva foi em julho, ao vencer o Internacional por 1 a 0, no Pacaembu, e o Botafogo por 2 a 0, em São Januário.

? O Corinthians não é o melhor time do mundo, não tem os melhores jogadores do mundo. Se ver o campeonato como um todo, não é só o nosso time que está sofrendo com desequilíbrio. Estamos buscando ? afirmou Emerson Sheik.

Na matemática alvinegra, 70 pontos servem para ser campeão. Ou seja, três vitórias em quatro jogos. Para alcançar o objetivo o quanto antes e evitar que o jogo com o Palmeiras, na última rodada, se transforme em uma final, o Timão terá de dar fim a essa instabilidade de resultados entre as partidas.

Receita usada por São Paulo (em 2008), Flamengo (em 2009) e Fluminense (2010) para conquistarem o título. Curiosamente, as três equipes terminaram ?invictas? nas últimas quatro rodadas para levar o caneco, com três vitórias e um empate.

Mesmo com o time dividindo a liderança com o Vasco, com 61 pontos, o atacante não acredita que a disputa esteja polarizada entre os clubes.

? Vendo os dois últimos jogos do América-GO (vitórias contra Corinthians e Fluminense), acho que não existe vantagem nenhuma. O campeonato está aberto. Os times pequenos estão tirando pontos dos grandes, de quem briga pelo título. Quem bobear pode até ficar atrás do Figueirense, que faz bela campanha. Não tem só dois brigando, não. Quem perder ponto em jogo fácil pode estar abrindo mão do título ? analisou o camisa 11, titular nesta noite.

Bate-Bola com Emerson Sheik
Em entrevista coletiva na última segunda-feira

A derrota para o América-MG é exemplo contra o Ceará?
Foi a prova de que não tem jogo fácil. Ninguém quer passar o final de ano sabendo que, no próximo, vai disputar a segunda divisão. Será difícil, eles certamente vão para cima, vão pressionar. A derrota serviu de lição, sim. Não pode acontecer, entrar daquela maneira em campo, um time que busca o título. Posso garantir que não entraremos mais daquele jeito, isso nos feriu, nos deixou tristes.

Você disse que o time não é o melhor do mundo. Todos sabem?
Sim, temos jogadores que fazem a diferença, mas o que nos destaca é a entrega. O contrário do que tivemos contra o América-MG. O grande diferencial é saber que tem até dois ou três times melhores do que nós. Dedicação e entrega são marcas do Corinthians.

O torcedor confia no título...
Que acreditem, pois também acreditamos. Isso é em função da nossa campanha. Temos de ter tranquilidade e sabedoria, é um momento delicado, um passe errado pode botar o ano no buraco.

Os números finais dos últimos campeões

Fluminense - 2010
Restando quatro jogos, o Flu recebeu o Goiás no Engenhão e empatou por 1 a 1. O resultado deu a liderança ao Timão. Depois, na 36 rodada, retomou a ponta ao golear o São Paulo por 4 a 1. Ainda venceu o Palmeiras por 2 a 1 e o Guarani, por 1 a 0, na última rodada.

Flamengo - 2009
Na 35 rodada, a equipe comandada por Andrade venceu o Náutico, fora de casa, por 2 a 0. Na rodada seguinte, um empate sem gols contra o Goiás. Até o título, o Flamengo venceu o Corinthians por 2 a 0 e o Grêmio por 2 a 1.

São Paulo - 2008
Venceu o Figueirense por 3 a 1 na 35 rodada. Depois, passou pelo Vasco (2 a 1). Empatou com o Flu por 1 a 1 e levou o caneco ao vencer o Goiás por 1 a 0.

Fonte: Lancenet

Veja Mais:

  • Corinthians/Americana pode não voltar a quadra no segundo semestre

    Campeão nacional, Corinthians/Americana chega ao fim, diz jornal

    ver detalhes
  • De promessa a dispensado: ex-Corinthians, Cassini comunica saída da Ponte Preta

    De promessa a dispensado: ex-Corinthians, Cassini comunica saída da Ponte Preta

    ver detalhes
  • Cicinho, hoje no futebol búlgaro, deve pintar como reforço do Corinthians

    Final da Copa da Bulgária separa Corinthians de segunda contratação para o Brasileirão-2017

    ver detalhes
  • Pequeno torcedor conheceu também o xeque Al-Khelaifi, dono do clube francês

    Em Paris, torcedor-mirim surpreende xeique do PSG e pede contratação de atacante do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes