Após mudança no estatuto, Andrés chama presidente do Conselho de irresponsável

Após mudança no estatuto, Andrés chama presidente do Conselho de irresponsável

Por Meu Timão

No dia seguinte à realização de alterações no estatuto do Corinthians visando as eleições presidenciais de fevereiro de 2012, o mandatário Andrés Sanchez atacou o presidente do Conselho Deliberativo, Carlos Senger.

Em reunião na noite desta quinta-feira no Parque São Jorge, sede do clube, foi alterada a forma como serão eleitos os 200 conselheiros para a próxima gestão. Por 113 votos a 43, o Conselho decidiu que cada grupo (situação e oposição) pode apresentar uma chapa com 200 nomes.

Os sócios escolherão um candidato à presidência e uma chapa para compôr o Conselho. O eleitor poderá votar em um candidato ao cargo máximo (Mário Gobbi pela situação, e Paulo Garcia pela oposição) e nos homens do Conselho. Ou seja, pode eleger o dirigente aliado a Andrés, mas 200 conselheiros de outra visão política e vice-versa.

- Já necessitava há sete, oito meses fazer a mudança do estatuto. Ele (Carlos Senger) não quis fazer a reunião e eu fui obrigado a fazer a reunião. Ele é um irresponsável de não ter feito. É um mentiroso dentro do clube - declarou nesta sexta Sanchez, que era favorável que o Conselho fosse composto proporcionalmente aos votos do pleito.

O próximo passo é a formalização da mudança, por meio de uma Assembleia Geral de conselheiros, sem data marcada.

No fim do seu segundo mandato e sem possibilidade de nova reeleição, Andrés Sanchez garante que irá deixar o cargo no dia 15 de dezembro, a dois meses da eleição. Até a escolha do novo cartola, o diretor Roberto de Andrade assumirá o comando.

Fonte: Lancenet

Veja Mais:

  • Jadson deve ser opção a partir da próxima quarta-feira, dia 1

    Jadson confirma que se colocou à disposição para enfrentar o Palmeiras e crava jogo da reestreia

    ver detalhes
  • Fellipe Bastos, à direita, deve retornar ao time; Léo Jabá é dúvida

    Corinthians terá ao menos uma mudança na escalação para encarar Palmeiras

    ver detalhes
  • Sanchez e Roberto de Andrade seguem aliados na política do Corinthians

    Fortalecido após veto do impeachment, Andrés Sanchez cogita voltar à presidência do Corinthians

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade assumiu presidência do Corinthians em fev/2015 e segue até fev/2018

    Conselheiros barram votação do impeachment, e Roberto de Andrade segue presidente do Timão

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes