Palmeiras 'abraça' ideia de agradar torcida nos clássicos

Palmeiras 'abraça' ideia de agradar torcida nos clássicos

Por Meu Timão

Cicinho quer ver o Vasco campeão do Brasileirão

Cicinho quer ver o Vasco campeão do Brasileirão

Foto: Ari Ferreira

O ano acabou para o Palmeiras? Não é bem assim. A chance de atrapalhar o São Paulo e tirar o título do Corinthians alimentava discussões no vestiário da Academia antes mesmo da última rodada, que eliminou as chances de rebaixamento para o Alviverde.

Em ?rodas? de conversas nos treinos na semana passada, a questão foi levantada, principalmente com relação ao maior rival. A ideia de ?salvar o ano? diante dos torcedores, tirando o título do Alvinegro, foi abraçada por muitos dos atletas.

Thiago Heleno, que saiu em baixa do Corinthians no ano passado, foi um dos que reforçou tal desejo.

A possibilidade de tirar a taça do Alvinegro só se tornará real caso o rival não seja campeão no domingo, algo viável (ler mais abaixo). Caso contrário, seria o Dérbi ?das faixas?.

Luiz Felipe Scolari não vê problemas em homenagear o Corinthians, mas a sugestão da direção alvinegra irritou diretoria e os jogadores.
Arnaldo Tirone não aposta no título antecipado e prometeu até dobrar o bicho por uma vitória, também contra o São Paulo, domingo.

? Vou pagar muito. Se precisar dou até do meu bolso. Qual o problema? ? afirmou o presidente, que alfinetou a diretoria corintiana.

? Eles estão falando já que eles vão ser campeões e que nós vamos entregar a faixa. Primeiro eles sejam campeões depois a gente pode ver isso de colocar a faixa. Porque o Palmeiras não é timinho para ficar preocupado se o Corinthians vai ser campeão ou não ? completou Tirone, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

A ideia aceita por Felipão foi prontamente recusada por Cicinho.

? Eu não entrego. Eu não entrego faixa nenhuma. Para rival, não. Não estava nem pensando nisso, primeiro pensamos em livrar o time. Conseguimos. Agora, é enfrentar os clássicos com a cabeça mais tranquila.

Ingressos ainda em promoção

Com a intenção de ver um bom público no Pacaembu, a diretoria do Palmeiras manteve a promoção de ingressos para a partida de domingo, contra o São Paulo. Entradas de arquibancadas verde e amarela custarão R$ 10, assim como ocorreu nos últimos dois jogos em casa.

Meia-entrada sairá por R$ 5. O bilhete mais caro, de cadeira coberta azul, vai custar R$ 80 no clássico. Será o última partida do ano do Palmeiras como mandante.

Nesta terça, a venda está disponível apenas para sócios-torcedores Avanti, no site www.futebolcard.com. Amanhã, a venda segue para todos, só na internet.

Nas bilheterias do Palestra Itália e demais postos, a venda começa na quinta. A carga total é de 32.400 mil ingressos.


Como prejudicar os rivais

São Paulo
O Palmeiras pode acabar com o sonho do rival por uma vaga na Libertadores já no domingo. Caso o Palmeiras vença o duelo no Pacaembu, o São Paulo ficaria fora do torneio sul-americano com vitórias de dois de seus adversários diretos: Internacional, Figueirense e Flamengo. Um empate ainda deixaria os são-paulinos com chances pequenas de classificação, independentemente dos resultados dos outros. No primeiro turno, jogo foi 1 a 1.

Corinthians
O arquirrival só chega na última rodada do Nacional campeão caso vença o Figueirense e o Vasco não derrote o Fluminense, neste domingo. Do contrário, o clássico na última rodada ainda pode servir para o Palmeiras tirar o título do adversário. Dessa maneira, dependendo dos resultados das últimas duas rodadas do Brasileirão, o Palmeiras pode acabar com o sonho corintiano com uma vitória ou um empate. No primeiro turno, venceu por 2 a 1.


O trágico ano verde e a ?oferta? corintiana

Salva o ano?
Palmeiras fracassou em todos os seus objetivos em 2011: perdeu a semifinal do Paulistão para o Corinthians e caiu nas quartas da Copa do Brasil. Time deixou a Sul-Americana na primeira fase e não conquistou nem uma vaga na Copa Libertadores no Brasileirão. Pior: atormentou a torcida com dez rodadas sem vencer e chances de cair para a Série B. Torcedores andam de cabeça quente contra técnico, diretoria e atletas. Situação só ?acalmou? com a vitória de domingo, contra o Bahia.

Jogo das faixas?
Ao UOL, na semana passada, o diretor de marketing do Corinthians sugeriu: ?Gostaria que eles entregassem a faixa de campeão para a gente. Seria um exemplo de que estamos muito mais acima do que qualquer tipo de rivalidade. Mostraria o clima amistoso entre os dois clubes?. Felipão aceitou: ?Seria um grande prazer. Se não temos condições de sermos campeões, temos que parabenizar, elogiar e fazer o que é normal, valorizar a equipe que melhor se portou durante o ano. É sinal de gentileza, amizade?.

Andrés não quer o risco
No dia 3 de novembro, o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, afirmou que não queria deixar a decisão para a última rodada. ?Meus jogadores não vão fazer isso comigo, deixar eu queimar três maços de cigarro. Ganhar o título contra o Palmeiras seria com gostinho especial, mas não quero correr o risco. Clássico é clássico, eles ganham o ano e eu perco o ano?, disse o dirigente. ?Tomara que no último jogo possamos vencer, mas nada de deixar para decidir no fim?, comentou.

Fonte: Lancenet

Veja Mais:

  • Farfán foi companheiro de Guerrero na seleção do Peru

    Jornalista revela interesse do Corinthians em atacante peruano

    ver detalhes
  • Camisa a ser usada pelo Corinthians contra o Cruzeiro tem escudo da Chapecoense

    Em ação no Twitter, Corinthians exibe uniforme em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Equipe feminina do Timão foi ao CT Joaquim Grava no início de novembro

    Corinthians renova parceria com Audax e confirma equipe feminina para 2017

    ver detalhes
  • Castán posta foto com taça do penta e recebe pedidos para voltar; veja

    Castán posta foto com taça do penta e recebe pedidos para voltar; veja

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes