São Paulo faz questão de usar Morumbi e sugere Corinthians e Palmeiras no interior

São Paulo faz questão de usar Morumbi e sugere Corinthians e Palmeiras no interior

Por Meu Timão

Morumbi é o maior panetone do mundo: cabe 60 mil frutinhas

Morumbi é o maior panetone do mundo: cabe 60 mil frutinhas

Se na última rodada do Campeonato Brasileiro, em 4 de dezembro, o São Paulo ainda tiver chances de conquistar a vaga na Libertadores e o Corinthians brigando pelo título, a Polícia Militar reforçará o pedido para que Tricolor x Santos e Timão x Palmeiras não ocorram na capital. Mas o clube do Morumbi não abre mão de jogar em seu estádio.

Mandante no clássico diante do Peixe, a diretoria do São Paulo solicita que o Corinthians seja obrigado a mudar o local do Derby. A informação dos dirigentes do Tricolor é de que houve acordo entre Timão e Palmeiras para que seus duelos na liga nacional fossem realizados em Presidente Prudente, como no primeiro turno, e não no Pacaembu, como os corintianos já vendem ingressos.

'Não trabalhamos com nenhuma hipótese que não seja o Morumbi. Quem tem que mudar o jogo é o Corinthians, porque havia um acordo de dois clássicos em Presidente Prudente', avisou Adalberto Baptista, diretor de futebol do São Paulo.

Confiante de que continuará na disputa para terminar o torneio entre os cinco primeiros colocados, o clube tricolor garante que jogará no Morumbi contra o Santos às 17 horas (de Brasília) de 4 de dezembro ao mesmo tempo em que o Corinthians enfrentará o Palmeiras em qualquer lugar que discutir com a Polícia Militar.

'O Pacaembu não é do Corinthians. Mas o Morumbi é do São Paulo e está apto a receber o clássico', reforçou Adalberto Baptista. 'Não mandamos no horário e data, só no estádio. E não vamos abrir mão do Morumbi', continuou.

O São Paulo também se posiciona contrário à possibilidade de o San-São ser repassado para sábado, o que deixaria seus concorrentes atuando no domingo sabendo que resultado precisarão para se classificar. 'Os times que brigam pela Libertadores precisam jogar no mesmo dia. A não ser que venha um mando ditatorial', falou Adalberto.

A definição sobre o caso deve ocorrer somente na segunda-feira. A discussão será evitada apenas se o Corinthians for campeão no domingo - vencendo o Figueirense e o Vasco não ganhando do Fluminense - ou o São Paulo chegar à última rodada sem possibilidade de entrar no G-5 - caso perca do Palmeiras, o Figueirense derrote o Timão e Inter ou Flamengo somem três pontos neste fim de semana.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Mais:

  • Fernando César (empresário), Roberto de Andrade, Pablo, Flávio Adauto e Alessandro em reunião

    Corinthians acerta permanência de Pablo; resta acordo com Bordeaux

    ver detalhes
  • Com derrota por 3 a 0 no placar agregado, Timão ficou com o vice do Brasileirão 2017

    Valente, Corinthians/Audax sofre nova derrota e é vice-campeão brasileiro de 2017

    ver detalhes
  • Walter não será liberado pelo Corinthians

    Corinthians bate o martelo e não libera Walter para o São Paulo; novo encontro no sábado

    ver detalhes
  • Meia sentiu a costela após dividida com Betão

    Jadson tem fratura constatada e desfalca Corinthians por um mês

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes