Sheik deve ser denunciado por crime de contrabando e lavagem de dinheiro

Sheik deve ser denunciado por crime de contrabando e lavagem de dinheiro

Por Meu Timão

Emerson Sheik convive com problemas na Justiça nesta reta final de Brasileirão

Emerson Sheik convive com problemas na Justiça nesta reta final de Brasileirão

Foto: Miguel Schincariol

O atacante do Corinthians Emerson Sheik deve ser denunciado por crime de contrabando e lavagem de dinheiro. Nesta quinta-feira, ele prestou depoimento ao procurador geral da República Antônio do Passo Cabral, no Rio de Janeiro, para explicar a compra de um carro importado usado, apreendido na Operação Black Ops, realizada pela Polícia Federal, no início de outubro.

O encontro estava marcado para às 12h, mas ele e seu advogado, Ricardo Cerqueira, chegaram às 11h40. Após cerca de uma hora e meia, o jogador deixou o prédio, às 13h10, sem dar declarações ao LANCENET!. Na noite da última quarta-feira, a diretoria do Timão não sabia da situação e não confirmava sua presença no treino desta quinta, marcado para às 16h30 no CT Joaquim Grava.

O atacante voltou para São Paulo depois de ouvir do procurador geral da República que as provas contra ele são muito ruins e devem incriminá-lo. Sheik insistiu que comprou um BMW branco e que mandou o dinheiro para o exterior, mas que essa compra não foi feita pela loja Euro Imported Cars - Automóveis e Veículos, que é de propriedade de Haylton Scafura, filho do bicheiro José Caruzzo Scafura, o 'Piruinha'.

O jogador diz que não adquiriu o veículo nessa loja, mas sim um amigo dele da Tijuca, chamado Marcelo Caetano. Garantiu que esse carro não chegou a passar ao nome dele, e que o automóvel ficou na casa dele durante um mês, sem que ele recebesse a documentação do carro. Assim, sem que a documentação tivesse ido para o nome dele, revendeu a BMW para Diguinho, volante do Fluminense.

Então, começaram as incongruências, segundo o procurador:

1. Sheik fala que não comprou o carro através da loja do bicheiro, mas as escutas da Polícia Federal pegaram uma conversa dos bicheiros tentando regularizar a importação de um carro em nome de Márcio Passos de Albuquerque, nome real do atacante do Corinthians.

2. Sheik diz que recebeu o carro em outubro e fico com ele por um mês até passar para o Diguinho. O jogador do Flu, porém, que prestou depoimento por 1h antes dele, disse que recebeu o carro só em dezembro. Os dois juram que não sabiam que o carro era usado. E dizem que pagaram R$ 320 mil, valor de mercado, mas as notas fiscais estão em valores menores

3. O mais grave: embora Sheik diga que comprou apenas um carro e que o Chevrolet Camaro apreendido na operação não era mais dele porque já tinha o repassado em troca de um novo carro, no processo o procurador tem informações de duas BMWs que vieram para o Brasil em nome de Márcio Passos de Albuquerque. Uma foi apreendida com o Diguinho e a outra paga por Emerson, mas registrada pela empresa Rio Orla Associados, propiretária de 309 quiosques existentes nos 34 quilômetros da orla marítima do Rio de Janeiro, que pertencem a João Barreto Pereira da Costa.

O jogador não soube explicar e afirma que só comprou um carro. Embora a documentação que veio dos Estados Unidos aponte o pagamento feito por ele via Banco do Brasil.

Fonte: Lancenet

Veja Mais:

  • Copa Sul-Americana terá 32 classificados na segunda fase

    Copa Sul-Americana chega a 21 classificados; torneio pode ter até sete campeões da Libertadores

    ver detalhes
  • Léo Santos (à dir.) deixou atividade mais cedo por conta de bolhas nos pés; Paulo Roberto foi testado na zaga

    Zagueiro deixa treino e faz Carille improvisar nesta quinta-feira; veja escalação do Corinthians

    ver detalhes
  • O meia Régis, do Bahia, recebeu elogios do técnico Fábio Carille

    Corinthians prioriza reforço para a zaga, e dispensa indicação por meia do Bahia

    ver detalhes
  • Sem oportunidades, Bruno Paulo está próximo de deixar o Corinthians

    Fora dos planos do Corinthians, Bruno Paulo negocia com time pernambucano

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes