Contratado por R$ 14 milhões, Alex ganha destaque na hora da decisão

Contratado por R$ 14 milhões, Alex ganha destaque na hora da decisão

Por Meu Timão

De um lance iniciado da chuteira branca de seu pé esquerdo, contra o Figueirense, Alex fez uma jogada decisiva não só para o Corinthians no Brasileirão. Foi a confirmação de sua possível consagração como um dos principais personagens do pentacampeonato, sobretudo, agora que terá a chance de iniciar a partida como titular na ‘decisão’ contra o Palmeiras, domingo, no Pacaembu, devido à suspensão de Danilo, com três cartões amarelos.

Será a oportunidade de confirmar a maestria que todos esperavam que ele apresentasse quando foi contratado, em maio. Mais: fixar seu nome definitivamente na vitoriosa história do clube.

Tanta expectativa tem razão de ser. Foram aproximadamente R$ 14 milhões investidos na contratação de Alex. Perto do fim do campeonato, pelas suas últimas atuações determinantes, a insistente crítica de torcedores que questionavam o custo-benefício da contratação acabou. No momento de separar os homens do meninos, o camisa 12 alvinegro mandou seu recado.

Antes de sua jogada decisiva para a vitória por 1 a 0 contra o Figueirense, cujo passe foi seu para o gol de Liedson, Alex teve participações importantes contra o Internacional, quando fez o gol do empate por 1 a 1, e depois no momento que entrou no segundo tempo e mudou o panorama do jogo para ajudar o Timão a vencer por 2 a 1, de virada, o Atlético-MG, no Pacaembu.

Depois das incertezas, Alex, pela sua experiência, pode ser a solução para dar ao Corinthians o pentacampeonato. No momento que sua individualidade aparece, o meia não abre mão do clichê e faz questão de ressaltar a união da equipe.

O grupo é uma coisa que ajuda muito. Quando a gente fala que não tem vaidade, é representado por esta parte prática, de jogadores que não reclamam de ir para o banco. O clima é esse, sem isso não tem como ganhar. A vaidade não deixa a individualidade ser mostrada, disse, em entrevista à TV Globo.
Apesar do discurso politicamente correto, Alex, por sua característica de bom finalizador, sonha em fazer o gol do título para sacramentar seu ‘poder de decisão’. E o Fiel também. Que a canhota esteja, então, calibrada.

Reportagem de André Pires e Felipe Piccoli

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes