Andrés Sanchez garante: 'Libertadores não passa de 2014'

Andrés Sanchez garante: 'Libertadores não passa de 2014'

Por Meu Timão

Andrés Sanchez está prester a embarcar no seu último mês à frente do Corinthians. E o destino pode reservar para ele um fim de mandato positivo. O Timão pode conquistar o seu quinto título brasileiro no próximo domingo, basta não perder para o Palmeiras, no Pacaembu. Ele já sabe o que irá fazer. Vai assumir o cargo de novo diretor de Seleções da Confederação Brasileira de Futebol.

O balanço no Parque São Jorge para ele é positivo. Em entrevista ao jornal 'O Estado de São Paulo', Andrés falou sobre o clássico contra o Palmeiras e o tão almejado título corintiano: a Taça Libertadores. Segundo ele, essa ausência no currículo do clube não passa de 2014.

A Libertadores sempre vai faltar até ganhar uma. Pela primeira vez na história vamos disputar três seguidas. É histórico. Se disputar mais três seguidas, vai ganhar. Pode até ser ano que vem. De 2014 não passa, garantiu o mandatário.

Andrés exalta o trabalho. Entende que fez do Corinthians um time vencedor e fala sobre a rivalidade com o time do Palestra Itália.

Desde que assumi, nunca prometi título, só prometi reestruturação. É pouco quatro título em quatro anos? E se eu ficasse 15 anos, então ganharia 15 títulos? Quem ganhou mais títulos pelo Corinthians? Vários rivais me incomodaram. O Flamengo porque tirou a gente de uma Libertadores. Mas o maior rival é o Palmeiras. É o que mais me incomoda, declarou.

Projetando a sequência do clube com a sua ausência, Andrés afirma que o seu sucessor terá que realizar uma 'reengenharia total'. Mas tranquiliza, diz que ele terá capital para realizar as mudanças.

O próximo presidente terá que acabar com o amador, fazer uma reengenharia total. E vai ter caixa para isso. Vai ter melhores condições para trazer jogadores e também acho que vai poder trazer jogadores sem parceria, sem essas coisas de empresário. A independência financeira vai ser maior. O Corinthians vai montar Centros de Treinamentos em todo o Brasil. A meta dos próximos três ou quatro anos é ter 60%, 70% do time titular vindo da base, finalizou.
 

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes
  • Filha dá resposta sensacional ao pai palmeirense: 'Vai, Corinthians'

    Pai força garotinha a cantar música do Palmeiras, e ela surpreende com um 'Vai, Corinthians!'

    ver detalhes
  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes