Ex-flamenguista rejeita ajuda no RJ para título do Corinthians

Ex-flamenguista rejeita ajuda no RJ para título do Corinthians

O Vasco da Gama, vice-líder do Campeonato Brasileiro, depende de uma combinação de resultados um tanto quanto complicada para terminar a 38ª rodada do torneio com o título. Além de precisar vencer o Flamengo em clássico no Estádio do Engenhão, torce para que o Palmeiras derrote o líder Corinthians no Estádio do Pacaembu. Os paulistas têm 70 pontos, contra 68 dos cruzmaltinos.
» Paulo Baier = Agostinho? Veja sósias do Brasileiro
» Confira 50 opções de reforços grátis para seu time em 2012
No Corinthians, porém, o pensamento é manter o foco no próprio clássico paulista, e não pensar no que pode acontecer entre vascaínos e flamenguistas. Revelado pelo Flamengo no final da década de 90, o lateral direito Alessandro descartou esperar qualquer ajuda do time rubro-negro, e espera que o Corinthians faça sua parte para não ter que depender de ninguém.
"Eu tenho um carinho muito especial pelo Flamengo, porque foi o clube que me projetou para o futebol profissional. Minha base toda foi no Flamengo, sou muito grato. Mas não vou me prender ao Flamengo. O objetivo que o Flamengo tem, eles não precisam da torcida de ninguém", disse o camisa 2 em entrevista coletiva nesta quarta-feira, no CT do Parque Ecológico.
O objetivo do Flamengo em questão é garantir a vaga na Copa Libertadores da América de 2012. O time é o atual quarto colocado do Campeonato Brasileiro com 60 pontos, à frente de Coritiba, Internacional e Figueirense - todos com 57 pontos. Um empate tira o título dos vascaínos e classifica os flamenguistas para o torneio.
O goleiro Felipe, ex-Corinthians e atualmente no Flamengo, já afirmou que seu atual time "não deixará" o Vasco ser campeão. Para Alessandro, ex-companheiro do camisa 1 no Parque São Jorge, os flamenguistas precisam manter o foco no próprio clássico.
"Felipe hoje está no Flamengo. Se ele tiver que comemorar algo, é a vaga na Libertadores, que tem muitos times que estão na briga", disse o lateral, que negou "secar" o Vasco na Copa Sul-Americana e relembrou o ressurgimento cruzmaltino após o fraco início de campanha na Taça Guanabara - a equipe evitou a última posição em seu grupo graças a uma combinação de resultados na última rodada.
"Acho que, para nós, não pode ficar olhando para o Vasco, se é bom participar de competição paralela ou não. Dependemos de nossa força, nosso trabalho. A gente respeita o Vasco, que começou o ano de maneira muito difícil, como fez no Campeonato Carioca", discursou. "(O Vasco) talvez seja a equipe mais regular da temporada nacional. A gente valoriza isso, acompanha isso. A gente deixa o Vasco fazer o trabalho dele, porque a gente faz o nosso aqui."

Ex-flamenguista rejeita ajuda no RJ para título do Corinthians

Fonte: terra

Enviado por: Gustavo Gomes Pacheco

Veja Mais:

  • Copa Sul-Americana terá 32 classificados na segunda fase

    Copa Sul-Americana chega a 21 classificados; torneio pode ter até sete campeões da Libertadores

    ver detalhes
  • Léo Santos (à dir.) deixou atividade mais cedo por conta de bolhas nos pés; Paulo Roberto foi testado na zaga

    Zagueiro deixa treino e faz Carille improvisar nesta quinta-feira; veja escalação do Corinthians

    ver detalhes
  • O meia Régis, do Bahia, recebeu elogios do técnico Fábio Carille

    Corinthians prioriza reforço para a zaga, e dispensa indicação por meia do Bahia

    ver detalhes
  • Sem oportunidades, Bruno Paulo está próximo de deixar o Corinthians

    Fora dos planos do Corinthians, Bruno Paulo negocia com time pernambucano

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes