Tite pede 100% de aumento para ganhar tão bem quanto Muricy, Felipão e Luxemburgo

Tite pede 100% de aumento para ganhar tão bem quanto Muricy, Felipão e Luxemburgo

Na opinião de Tite seu salário no Corinthians está defasado. Ele ganha cerca de R$ 350 mil mensais. Descontados impostos, fica com R$ 253 mil a cada 30 dias. Por meio de seu procurador, Gilmar Veloz, o treinador pediu um reajuste de aproximadamente 100%.

O aumento seria uma forma de praticamente equiparar seus vencimentos aos dos colegas mais bem pagos do Brasil: Luxemburgo, Felipão e Muricy. Todos ganham a partir de R$ 700 mil.

A primeira oferta corintiana foi de R$ 400 mil por mês, mas o clube topa chegar nos R$ 500 mil. Ou seja, a diferença entre o que o empregado almeja e o que o empregador quer gastar é de no mínimo R$ 200 mil.

Na negociação, o Corinthians tem como trunfo o fato de as pranchetas dos principais times do Brasil já terem dono. Por outro lado, se Tite for dispensado, não há nomes de peso disponíveis. Se bem que com o time na Libertadores e a diretoria afirmando ter dinheiro de sobra para contratar, capaz de ter gente disposta a largar o emprego para assumir o alvinegro.

Fonte: uol

Enviado por: poderoso timão

Veja Mais:

  • Carille acredita que Fagner entre em campo sem problemas no domingo

    Corinthians deve ter Fagner e Romero, mas tem dúvida no meio contra o Flamengo

    ver detalhes
  • Walter aguarda diretoria do Corinthians para selar permanência no clube

    São Paulo insiste e aumenta oferta pela terceira vez; Walter segue no aguardo do Corinthians

    ver detalhes
  • Meia marcou primeiro gol com a camisa do Corinthians nesta quarta-feira

    De Messi a Romarinho: as reações da torcida do Corinthians ao primeiro gol de Pedrinho; veja

    ver detalhes
  • Gol de Balbuena abriu o placar nesta quarta-feira

    Balbuena e Pedrinho marcam, Corinthians despacha colombianos e avança na Sul-Americana

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes