Copa de 2014 terá cota de ingressos para deficientes

Copa de 2014 terá cota de ingressos para deficientes

Copa de 2014 terá cota de ingressos para deficientes

Copa de 2014 terá cota de ingressos para deficientes

Rio de Janeiro, RJ, 23 (AFI) - Após um pedido feito pelo deputado federal Romário (PSB-RJ), a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou que vai doar 32 mil ingressos da Copa do Mundo de 2014 para pessoas com deficiência que comprovem baixa renda. Serão 500 ingressos gratuitos por jogo, incluindo os acompanhantes dos deficientes, mas os critérios e a forma de distribuição ainda não foram definidos.


O anúncio foi feito nesta sexta-feira, no Rio de Janeiro, em evento que teve a participação de Romário e de outros deputados da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência, além de Ronaldo, membro do Conselho de Administração do Comitê Organizador da Copa (COL), e do diretor de Comunicação da CBF, Rodrigo Paiva.

Na entrevista, Romário relatou ter recebido críticas de seguidores no Twitter e no Facebook que interpretaram a sua decisão de procurar a CBF há uma semana como uma aliança com o presidente Ricardo Teixeira e a 'banda podre' da entidade. 'Não estou aqui para defender ninguém, não estou aqui para defender o Ricardo Teixeira, o Ronaldo ou o COL. Estou aqui para defender direitos que, na minha opinião, são justos', disse.

O ex-jogador disse ter ficado surpreso com a rapidez com que o seu pedido foi atendido e agradeceu a Ricardo Teixeira, que não estava presente. Mas ressaltou que vai 'continuar cobrando da mesma forma que cobrava antes'. 'Eu não mudo de lado, não mudo de bandeira, vou continuar fiscalizando'.

Em discurso, Ronaldo disse que os deficientes foram 'esquecidos na Lei Geral da Copa', referindo-se ao projeto que tramita no Congresso. 'Nós não vamos esquecer'. Romário, que chorou durante a cerimônia, disse que a garantia dos ingressos para deficientes representa a 'maior vitória' de seu primeiro ano de mandato. Ele contou um pouco de sua rotina como deputado, que lhe obrigou a reduzir as partidas de futevôlei. 'Quando cheguei ao Congresso, pensei: 'Que porra é essa que estou fazendo aqui. Hoje estou amarradão'.

Rodrigo Paiva explicou que os ingressos serão comprados pela CBF pelo preço comum. A deputada federal Rosinha da Adefal (PT do B/AL) disse que a medida não se trata de privilégio nem de benefício. 'É a CBF fazendo responsabilidade social. A gente não precisa de piedade, mas de reconhecimento e de ações afirmativas para inclusão', declarou.

Avaliação de 2011
Em entrevista após o evento, Romário avaliou que o ano de 2011 não foi positivo para o futebol brasileiro e disse que esperava melhores resultados. 'Se a Copa fosse hoje, o Brasil não passaria nem da primeira fase com o futebol que está jogando. Está muito abaixo do que pode fazer, da sua qualidade, mas a gente não pode esquecer que faltam 3 anos'.

Segundo ele, Mano Menezes em princípio deve continuar à frente da seleção. 'Se me fizerem essa mesma pergunta no fim ano que vem e o resultado for o de hoje, deixaria de apoiá-lo', acrescentou, ressaltando que quem decide é a CBF. 'A seleção ainda não tem uma base, infelizmente'. O ex-atacante também defendeu que Mano não vá para a Olimpíada. 'Se fosse o Ricardo, decidiria pelo Ney Franco, que já vem há 3 anos com o grupo. Sendo o Mano, vamos torcer por ele'.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Farfán foi companheiro de Guerrero na seleção do Peru

    Jornalista revela interesse do Corinthians em atacante peruano

    ver detalhes
  • Camisa a ser usada pelo Corinthians contra o Cruzeiro tem escudo da Chapecoense

    Em ação no Twitter, Corinthians exibe uniforme em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Equipe feminina do Timão foi ao CT Joaquim Grava no início de novembro

    Corinthians renova parceria com Audax e confirma equipe feminina para 2017

    ver detalhes
  • Castán posta foto com taça do penta e recebe pedidos para voltar; veja

    Castán posta foto com taça do penta e recebe pedidos para voltar; veja

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes