Liderança, gol e atuação imperial de Adriano

Liderança, gol e atuação imperial de Adriano

Foram precisos apenas quatro minutos e um toque na bola para Adriano retribuir, com gol, o crédito dado pelo Corinthians e a torcida na busca pela sua reabilitação física. Na sua segunda partida como titular do Timão, o Imperador abriu o caminho para a quarta vitória seguida alvinegra no Paulistão, com o 1 a 0 contra o Botafogo, neste sábado, no Pacaembu, e ainda ajudou o Corinthians a confirmar a liderança isolada, com 26 pontos.

O líder invicto no Estadual (oito vitórias e dois empates) iniciou o jogo com ritmo forte, abriu o placar aos quatro minutos e dificultou, em muito, a vida do esforçado clube do interior, que buscava sua reabilitação no campeonato (18º colocado, com 6 pontos). Com muita mobilidade no ataque, o Timão chegou ao gol após boa jogada. Aberto na esquerda, Ramírez cruzou para a área. Alex, sozinho, errou o chute e a bola sobrou para Adriano empurrar para o fundo da rede.

Pelos seguidos erros de passes, o Timão freou seu ritmo depois dos quinze minutos, apresentando pouca efetividade no ataque, apesar de não ter levado perigo na defesa. A marca do primeiro tempo foi o esforço do Imperador. E quase o atacante foi coroado, aos 39 minutos. Paulinho cruzou da direita e o Adriano cabeceou com perigo; a bola passou rente a trave direita do goleiro Juninho.

Na volta do intervalo, a conversa de Tite para o alvinegro aumentar seu ritmo não surtiu efeito antes dos 15 minutos. Depois das entradas de Gilsinho e Edenílson, a postura mudou para melhor. Aos 19 minutos, Gilsinho cruzou, Adriano dominou e chutou, mas Juninho fez grande defesa. Dois minutos depois, o goleiro do Botafogo fez outra grande intervenção na cabeçada de Chicão.

Sentindo o cansaço, restou ao Timão segurar o resultado. Fim de jogo, com um zero no placar, mas o torcedor deixa o Pacaembu com a sensação de uma goleada e cheio de esperança pela boa impressão deixada pelo Adriano nos 90 minutos.

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes