Corinthians quer 'grande atacante' para lugar de Adriano

Corinthians quer 'grande atacante' para lugar de Adriano

Dois dias após a rescisão do contrato de Adriano, o Corinthians já pensa em um nome para substitui-lo. Mesmo contando com sete atacantes no elenco - Liedson, Emerson, Jorge Henrique, Willian, Gilsinho, Bill e Elton -, o desejo da diretoria é ter mais um atleta de ponta no setor, principalmente para a Libertadores, principal objetivo do clube para esta temporada. O nome, no entanto, só será discutido quando a comissão técnica voltar do México, onde a equipe paulista enfrenta o Cruz Azul, nesta quarta-feira, às 22 horas, pelo torneio continental.


'A ideia é trazer um grande atacante para o lugar do Adriano. Vamos só esperar a comissão técnica voltar para conversar e correr atrás. A ideia é substituir por um jogador à altura do Adriano', declarou o diretor de futebol do clube, Roberto de Andrade, em entrevista à TV Bandeirantes. 'Não existe um nome especifico porque estavam todos longe quando aconteceu a saída do Adriano. Cada um tem um nome na cabeça', completou.

Após a saída do atacante, surgiram novas especulações sobre um possível retorno do argentino Carlitos Tevez para o Corinthians. Roberto de Andrade não negou o interesse, mas admitiu a dificuldade de tirá-lo do Manchester City. 'Acho difícil que seja o Tevez porque ele reintegrou o grupo do Manchester, que recusou diversas ofertas consideráveis de clubes europeus e parece querer ficar com ele', afirmou.

Antes de pensar em um novo nome, no entanto, o clube paulista precisa resolver os últimos detalhes da saída de Adriano. A diretoria se reunirá com o procurador do atleta até o final da semana para acertar o encerramento do contrato e discutir a dívida de R$ 1,8 milhão, referente aos salários que o jogador ainda teria para receber até o final do vínculo.

'Devemos nos reunir entre amanhã (quinta-feira) e sexta para conversar com o procurador do Adriano e acertar os detalhes do fechamento do contrato. São quatro meses restantes. Vamos ver o que será bom para o clube e para o jogador. O valor (da dívida) é por volta de 1,8 milhão', disse.

Apesar de admitir a dívida, o dirigente não descartou a possibilidade de entrar com um processo de demissão por justa causa caso as partes não cheguem em um acordo. 'A justa causa é um processo, quem julga é a justiça trabalhista. Não quero chegar a este ponto, talvez motivos até tenhamos, mas prefiro resolver em comum acordo. Vamos esperar o que diz o departamento jurídico', comentou.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Roberto de Andrade assumiu presidência do Corinthians em fev/2015 e segue até fev/2018

    Conselheiros barram votação do impeachment, e Roberto de Andrade segue presidente do Timão

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade concedeu entrevista nesta segunda no Parque São Jorge

    Após se livrar de impeachment, Roberto de Andrade sugere tentativa de golpe no Corinthians

    ver detalhes
  • Rodriguinho deve ser uma das opções para o Corinthians no BR-17

    Corinthians tem Chape e clássicos logo no começo; veja a tabela completa do BR-17

    ver detalhes
  • Patch que será usado pelos jogadores no Dérbi de quarta-feira

    Rivalidade à parte: Corinthians e Palmeiras se unem e usarão logo no clássico

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes