Corinthians x Palmeiras - Rivalidade virou um mero detalhe!

Corinthians x Palmeiras - Rivalidade virou um mero detalhe!

Alex está vetado

Alex está vetado

' O maior clássico de São Paulo promete abalar as estruturas nos quatro cantos do Estado mais importante da nação. Corinthians e Palmeiras colocam em jogo, neste domingo, às 16 horas, no Pacaembu, muito mais que a rivalidade histórica do Dérbi Paulista. O jogo válido pela 15ª rodada do Campeonato Paulista Chevrolet colocará frente a frente dois estilos diferentes (melhor ataque contra melhor defesa), que poderão definir o novo líder e até acabar com uma invencibilidade de quase cinco meses.


Embora esteja totalmente focado na Libertadores, o Timão abriu uma exceção. O técnico Tite não deve poupar ninguém porque sabe da importância que o resultado de um clássico. Além do fator motivação ?' que uma vitória traria -, há também os benefícios concretos. Os três pontos poderiam garantir matematicamente a classificação alvinegra à 2ª Fase e assumir a liderança ?' desde que o São Paulo não vença o Mirassol.

Hoje, o time alvinegro possui 31 pontos, na terceira colocação, perdendo para o São Paulo apenas no saldo de gols: 15 a 10. O Palmeiras é o grande líder, com 32 pontos, e também pode carimbar sua vaga com os três pontos. Os dois rivais ainda dependeriam de tropeços de Paulista e Linense, na disputa pela vaga.

Mais ingredientes
No entanto, não é apenas a briga pela liderança e pela classificação que motiva os dois clubes. Também estará em jogo a incrível invencibilidade do Palmeiras de quase cinco meses. A última vez que o time de Luiz Felipe Scolari saiu de campo derrotado foi no dia 6 de novembro, quando o time foi batido pelo Coritiba, por 2 a 0, em casa, pela 33ª rodada do Brasileirão.

Desde então, o time alviverde disputou 21 jogos, 13 vitórias e oito empates - incluindo a vitória no amistoso sobre o Ajax-HOL, por 1 a 0. Uma vitória sobre o arquirrival ao seu recorde de invencibilidade, que aconteceu em 1998, quando ficou 23 jogos sem perder sob o comando de Felipão. Naquele ano foi campeão da Copa do Brasil e da extinta Mercosul.

Além do gostinho de estragar as pretensões palmeirenses, o Timão também coloca em ?xeque? a sua escola de futebol. Os dois times fazem grande campanha no Paulistão Chevrolet, mas com estilos diferentes. Os alvinegros possuem a melhor defesa da competição com apenas nove gols sofridos. Já os palmeirenses possuem o melhor ataque, com 32 tentos ao lado do São Paulo. Quem vai levar este duelo?

Retrospecto
Diante de tantos atrativos, a rivalidade histórica parece ficar em segundo plano. Corinthians e Palmeiras entram em campo pela 340ª vez em 94 anos de história do clássico. No resumo histórico do Dérbi, foram 339 jogos, com 121 vitórias do Palmeiras, contra 116 vitórias do Timão e aconteceram 102 empates. Os alvinegros já balançaram as redes 450 vezes diante de 488 gols do arquirrival.

O primeiro confronto entre as equipes, ocorreu em 06 de maio de 1917, no Parque Antártica, onde o até então, Palestra Itália, venceu a equipe corintiana por 3 a 0. Nos últimos dez anos (de 2001 a 2011), a vantagem é toda do Timão, foram realizados 26 dérbis, com 10 vitórias do Alvinegro do Parque São Jorge, 9 empates e 8 derrotas para a equipe do Palestra Itália.

No Pacaembu, palco do clássico deste domingo, o Timão já jogou por 135 vezes desde a inauguração do estádio contra o rival. Foram 53 vitórias, 39 empates e 43 derrotas, com 197 gols marcados pelo Corinthians e 199 pelo Palmeiras.

Problema de última hora
O técnico Tite ganhou um problema de última hora. Ele não poderá contar com Alex no clássico , já que o meia está com dores na coxa direita e foi vetado pelo departamento médico para o duelo. Já o meia Danilo e os atacantes Liedson e Jorge Henrique, que também preocupavam, estão liberados para o jogo.

A ausência de Alex deve abrir espaço para o treinador voltar a escalar o time com três atacantes. O jogador deverá ser substituído por Emerson, que tem se destacado nas últimas partidas do Corinthians, e provavelmente formará o trio ofensivo com Liedson e Jorge Henrique.

Por precaução, Jorge Henrique, que reclama de dores musculares, não participou do treinamento da manhã deste sábado no CT do Parque Ecológico, mas está liberado para o clássico. A sua vaga na atividade foi ocupada por Emerson, enquanto Douglas entrou no lugar de Alex. A tendência, porém, é que Emerson e Jorge Henrique sejam titulares, enquanto Douglas permaneça como opção no banco de reservas.

Tite também mostrou ter estudado bem o adversário e apontou as principais armas palmeirenses. 'O Palmeiras tem grandes destaques individuais e coletivos. 'O Barcos é bom no cabeceio, na bola no chão, na tabela... Tem o Maikon Leite, o Valdívia na assistência, o Marcos Assunção na bola parada', apontou.

Má notícia
O meia Daniel Carvalho voltou a desfalcar o treinamento do Palmeiras nesta sexta-feira e está fora do clássico. O jogador ainda sente as dores na coxa direita que o tiraram da partida diante do Coruripe, na última quarta, e, por isso, não terá condições de jogo.

Daniel Carvalho já havia ficado fora da atividade da última quinta, quando foi dito que ele ainda passaria por uma reavaliação médica neste sábado. Mas o médico Vinicius Martins afirmou que ele só vai voltar a participar dos treinos da equipe na próxima segunda. Assim, Valdivia volta à equipe após cumprir suspensão na Copa do Brasil.

Por outro lado, o técnico Luiz Felipe Scolari poderá contar com o atacante Maikon Leite. O jogador sofreu uma pancada nas costas diante do Coruripe e precisou deixar a partida no intervalo. Ele chegou a ser desfalque do treino de quinta, mas nesta sexta trabalhou normalmente e foi confirmado.

Apesar do pedido de seus amigos, Barcos preferiu não prometer gols para a partida. 'Não posso prometer gols, porque estaria mentindo. O que posso dizer é que vou tentar e lutar bastante para ajudar a equipe. Jogo a jogo estou ganhando mais confiança e sei que marcar gol em um clássico ajudaria ainda mais', afirmou.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes
  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes