Douglas e Sheik lideram o Timão na busca pela liderança

Douglas e Sheik lideram o Timão na busca pela liderança

Sheik comemorando gol marcado pelo Corinthians

Sheik comemorando gol marcado pelo Corinthians

Mesmo sem oito titulares, o Corinthians entra em campo nesta quarta-feira, contra o XV de Piracicaba, no Pacaembu, longe de ter uma equipe formada por reservas. Isso porque os exemplos de Emerson Sheik e Douglas, atletas renomados e que têm figurado no banco de reservas de Tite, carregam não apenas a responsabilidade de retomar a ponta para o Timão, mas de encontrar espaço no time principal.

Titular (e um dos destaques) no clássico contra o Palmeiras, Sheik vive a expectativa de assumir a vaga do meia Alex, que continua sentindo dores na coxa direita e ainda não tem previsão de retorno. Com a continuidade na equipe nesta noite, o camisa 11, que é um dos artilheiros corintianos no ano, com três gols, espera engrenar a tão esperada sequência de partidas interrompidas desde a pubalgia acusada em meados de fevereiro e convencer Tite a retomar o dinâmico 4-3-3 utilizado exaustivamente no Brasileiro do ano passado.

Um pouco mais distante da formação considerada titular, Douglas, que voltou ao Parque São Jorge há quase dois meses, ainda não conseguiu resgatar seu grande futebol. Ainda assim, as seis participações no Campeonato Paulista já foram suficientes para que o meia anotasse três assistências. Portanto, a nova oportunidade nesta noite será mais um importante passo para aumentar a sombra aos concorrentes da posição e, quem sabe, convencer o treinador a utilizá-lo ao lado de Danilo na sequência da temporada.

E, no que depender do lateral-esquerdo Ramon, a experiente dupla corintiana pode ficar tranquila.

'É sempre bom jogar com caras inteligentes e rápidos que você já sabe o que eles vão fazer. Eu gosto de subir, de apoiá-los na parte ofensiva e sei também que eles vão me ajudar na parte defensiva', avaliou o lateral ao MARCA BRASIL, que em seguida completou em tom descontraído:

'Não vou cobrar nada deles por isso (risos). O bom desempenho deles também está relacionado ao meu. Somos uma equipe. Ajudando eles a ganhar as vaga no time titular também vai me ajudar a colocar uma pulguinha na orelha do professor Tite'.


Reportagem de André Pires e Daniel Carmona

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Torcidas organizadas propõem pacto pela paz em São Paulo

    Torcidas organizadas propõem pacto pela paz em São Paulo

    ver detalhes
  • Camisa do Corinthians criada por torcedores em homenagem à Chape

    Corinthians bate o martelo sobre homenagens à Chapecoense

    ver detalhes
  • Brasileirão agora tem quatro vagas - não três - à fase de grupos da Libertadores

    Conmebol anuncia novidade, e Corinthians volta ao páreo por vaga direta na Libertadores

    ver detalhes
  • Alan Santos tem conversas avançadas com Corinthians

    Corinthians negocia contratação de volante do Coritiba, diz portal

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes