Tite se aproxima de alcançar Mourinho e Guardiola

Tite se aproxima de alcançar Mourinho e Guardiola

Tite tem um aproveitamento de 76% em 2012

Tite tem um aproveitamento de 76% em 2012

Pela primeira vez desde que começou a temporada, Tite nunca teve tanto tempo para aprimorar sua equipe e, principalmente, regenerar o elenco do desgaste físico acumulado no Campeonato Paulista e na Taça Libertadores. Além disso, a semana livre também é útil para amadurecer uma filosofia tática que, em termos de resultado, é de dar inveja a qualquer concorrente. Com um excelente aproveitamento de 76% em 2012, o treinador corintiano comprova que o saldo da economia de gols também pode fazer frente aos mais badalados treinadores do mundo.

Com solidez defensiva e muita marcação, o Timão de Tite fez somente 29 gols na temporada e sofreu apenas 11. Em uma simples comparação, fez bem menos que os 62 assinalados pelo Barcelona e os 59 do Real Madrid neste ano, mas levou consideravelmente menos que os 20 do clube catalão e os 22 do time madrilenho. Uma economia que, em suas proporções, faz o rendimento do técnico corintiano se aproximar do aproveitamento de José Mourinho (com 82,5% em 2012) e Pep Guardiola (82%).

E para reforçar os números positivos, o comandante do Timão, que há tempos se mostrava pouco enfático quando questionado sobre a baixa produtividade do ataque, hoje ajusta cada vez mais o foco no sistema ofensivo.

'O time tem que manter o padrão tático e o treinamento serve para buscar a precisão, aumentar o percentual de bolas no gol', avaliou ele na manhã desta terça

Se a busca por vitórias mais vistosas, como aconteceu na goleada por 3 a 0 sobre o Oeste no último fim de semana, está na pauta do treinador, a objetividade nas vitórias magras também não pode deixar de ser comemorada. Afinal, 63% dos triunfos de Tite nesta segunda passagem pelo clube foram por um gol de diferença. Assim, sempre que possível, é necessário unir as duas coisas.

'Coloco da seguinte forma: conseguir vencer e conseguir jogar bonito é o ideal, mas aí nosso time tem que combinar, encaixar com o adversário. Nos últimos trinta jogos vencemos vinte e não fizemos gols em apenas três jogos, que foram contra o Cruz Azul, Santos e Palmeiras. Mesmo assim, criamos oportunidades para vencer'.

E com a defesa devidamente ajustada, a responsabilidade de quem tem a missão de balançar as redes adversárias aumenta.

'Liedson, Willian, Emerson, Bill, Gilsinho, Elton, Jorge Henrique, Alex, Danilo... Todos eles dividem a responsabilidade de guardar', finalizou Tite, que no fim do mês completa um ano e meio de trabalho no Timão.


Reportagem de André Pires e Daniel Carmona

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Pablo não deve atuar contra o Fluminense no domingo

    Corinthians desembarca em São Paulo; Pablo não deve jogar contra o Fluminense

    ver detalhes
  • Meia sentiu a costela após dividida com Betão

    Jadson tem fratura constatada e desfalca Corinthians por um mês

    ver detalhes
  • Rodriguinho foi o responsável pela preleção

    Em preleção, Rodriguinho destaca preocupação dos rivais com campanha do Corinthians; assista

    ver detalhes
  • Jô, artilheiro do Corinthians na temporada com 15 gols, não balançou as redes nesta quarta-feira

    Fora de casa, líder Corinthians para na retranca do Avaí e volta a empatar no Brasileirão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes