Corinthians supera muralha do Paulista e vence mais uma

Corinthians supera muralha do Paulista e vence mais uma

Depois de um primeiro tempo apático, o Corinthians acordou na volta do intervalo e, após intensa batalha para furar o bloqueio do inspirado goleiro Wagner, chegou ao gol da vitória por 1 a 0 contra o Paulista, neste domingo, no Pacaembu, pela 18ª rodada, aos 34 do segundo tempo. O resultado deixa o Timão com os mesmos 43 pontos do líder São Paulo, mas com saldo menor (16 contra 22).

Em busca de ritmo para o duelo da próxima quarta-feira, contra o Nacional-PAR, pela Libertadores, depois de uma semana de treinamentos, Tite colocou o que tinha de melhor em campo, apesar dos desfalques. Chicão, suspenso, e os lesionados Alessandro, Jorge Henrique, Emerson, Paulo André, Wallace, Gomes e Zizao não puderam atuar no penúltimo duelo da primeira fase do Estadual. Willian, Ramírez e o jovem Marquinhos foram as novidades na equipe.

Ao rolar a bola, a teórica superioridade corintiana prevaleceu apenas nos dez minutos iniciais. Moroso, o Alvinegro teve dificuldade para furar a marcação. Willian, aos três e aos 28 minutos, foi o que chegou mais perto do gol. No primeiro lance, Junior Alves desviou a bola. No outro, o Cebolinha chutou por cima.

Rápido nos contra-ataques, o Paulista fez um bom primeiro tempo e quase abriu o placar em três chances. Denner, aos 18, levou perigo, mas Júlio César fez grande defesa. O camisa 1 corintiano ainda salvou em outras dois lances, com chutes perigosos de Rychely.

Mais contundente, o Timão voltou com gás novo do vestiário. Antes dos dez minutos, duas cobranças de faltas assustaram Wagner. Depois, o goleiro do Paulista sofreu um bombardeio. Liedson, aos 16, e Willian, aos 21, quase furaram o bloqueio, mas viram o rival fazer grandes defesas. O gol ia amadurecendo. Aos 22, Paulinho invadiu a área e bateu forte para outra linda defesa de Wagner.

Apesar da tarde inspirada do goleiro rival, Wilian fez a alegria da Fiel aos 34 minutos. Fábio Santos cruzou e ele, no primeiro pau, desviou de cabeça, sem chances de defesa. Júlio César ainda operou um milagre, aos 36, em um chute de Reinaldo. Assim, fez o domingo Páscoa terminar adocicado.

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Atlético-PR e Coritiba preferiram não realizar a partida e enfrentaram o modelo tradicional do futebol

    Unidos, rivais peitam a Globo e acabam barrados pela Federação Paranaense

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade pode ser afastado nesta segunda-feira

    Linha do tempo, bastidores e opiniões de conselheiros: tudo sobre o impeachment no Corinthians

    ver detalhes
  • Fábio Carille comandou Corinthians em mais uma vitória, desta vez contra o Audax

    Passadas quatro rodadas, só um time tem aproveitamento melhor que Corinthians no Paulistão-2017

    ver detalhes
  • Arena Corinthians com pouco público neste início de ano

    Sete motivos que explicam a queda do número de adimplentes do Fiel Torcedor

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes