Ponte Preta 1 x 2 Corinthians - Vitória, liderança e vantagem na fase final...

Ponte Preta 1 x 2 Corinthians - Vitória, liderança e vantagem na fase final...

Mesmo atuando com a equipe reserva, o Corinthians venceu a Ponte Preta por 2 a 1, em Campinas, neste domingo, e contou com um tropeço do São Paulo, que perdeu também por 2 a 1 para o Linense, para terminar a primeira fase do Campeonato Paulista na primeira colocação. Com isso, a equipe do técnico Tite voltará a enfrentar a Ponte, desta vez pelas quartas de final.


O time do Parque São Jorge terminou a primeira fase com 46 pontos, três à frente do São Paulo, com 28 gols marcados e apenas 11 sofridos - melhor defesa do campeonato. Já a equipe campineira vai às quartas de final como oitava colocada, com 28 pontos somados em 19 partidas.

Com as duas equipes classificadas e pouco em disputa, a principal atração da partida deste domingo estava no banco de reservas. O chinês Zizao, contratado no início deste ano como uma grande estratégia de marketing corintiana, foi relacionado pela primeira vez e estava à disposição de Tite, mas não entrou.

Antes de pensar nas quartas de final do Paulista, o Corinthians volta suas atenções para a Libertadores. Nesta quarta, a equipe receberá o Deportivo Táchira no Pacaembu, às 21h50, pela última rodada da fase de grupos.

Timão melhor...
O Corinthians começou melhor e teve sua primeira boa chance logo com um minuto. O goleiro Danilo Fernandes fez rápida reposição de bola com Douglas, que passou por um marcador e bateu para o gol. No rebote, Vitor Júnior ainda tentou, mas Bruno tentou chegar primeiro.

Com poucas chances na equipe desde que chegou, no início da temporada, Vitor Júnior queria mostrar serviço e voltou a levar perigo aos 15 minutos. Chicão deu ótimo lançamento para Gilsinho, que dominou e cruzou na cabeça do meia. A bola passou raspando a trave.

Como se acostumou nesta temporada, o Corinthians marcava a Ponte Preta em seu campo de defesa, mas, diferentemente do que faz normalmente, ficava menos com a posse de bola. Assim, as principais jogadas do time do Parque São Jorge surgiam em rápidos contra-ataques. No entanto, ambas as equipes sentiam a falta de entrosamento por conta dos muito reservas em campo e a partida era morna.

Assim, a próxima chance de gol saiu apenas aos 36 minutos, e de bola parada. Vitor Júnior deu trabalho novamente à zaga da Ponte Preta e sofreu falta. Na cobrança, Douglas bateu, a bola desviou na barreira e enganou Bruno, mas saiu rente ao pé da trave esquerda.

A oportunidade animou o Corinthians, que chegou de novo dois minutos depois. Douglas, que começava a aparecer mais na partida, deu ótimo passe para Ramon, que invadiu a área pela esquerda e bateu com perigo.

Mesmo atuando em casa, a Ponte Preta pouco incomodava e só teve seu primeiro bom momento aos 41 minutos. Guilherme avançou pela direita e cruzou para Enrico, que subiu mais que Chicão e cabeceou à direita.

A equipe mandante percebeu espaços nas costas do lateral-esquerdo Ramon e passou a atacar por ali, sempre com Guilherme. Aos 44 minutos, ele recebeu ótimo passe dentro da área e tentou bater, mesmo com pouco ângulo, para desespero de Roger, que ficou pedindo a bola pelo meio.

Ponte melhora, mas...
Ao contrário do primeiro tempo, a etapa final começou agitada e o primeiro gol saiu logo no primeiro minuto. Após lançamento da defesa, Vitor Júnior avançou pela esquerda e cruzou para Gilsinho. O atacante foi tocado por Renan e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Chicão bateu no meio do gol e abriu o placar.

Aos 5 minutos, o Corinthians ampliou. Vitor Júnior recebeu grande enfiada de Elton pela esquerda e bateu para o gol. Bruno fez boa defesa, mas soltou o rebote para o meio da área. Welder vinha em velocidade e estufou a rede.

Atrás no placar, a Ponte Preta foi para cima e teve um grande momento aos 15 minutos. Roger, em posição irregular não marcada, recebeu bom passe dentro da área, dominou, mas acabou batendo em cima de Danilo Fernandes, que tirou com o pé. Aos 20, o goleiro salvou de novo, em lance com Rodrigo Pimpão.

Depois de uma rápida pressão, o time da casa também desanimou e o jogo ficou sem grandes oportunidades de ambos os lados. Pimpão, Renato Cajá e Roger até levaram perigo, mas falharam nas finalizações. Aos 39 minutos, Marquinhos puxou grande contra-ataque e tocou para Vitor Júnior, que bate para boa defesa de Bruno. No rebote, Elton cabeceou e o goleiro salvou novamente.

Aos 43 minutos, a Ponte Preta diminuiu. O árbitro viu pênalti de Willian Arão em Maranhão. Na cobrança, Renato Cajá deslocou Danilo Fernandes e marcou o gol de honra dos anfitriões.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes