Seja titular, reserva ou misto, Corinthians imprimiu o mesmo padrão de jogo nos 19 confrontos da pri

Seja titular, reserva ou misto, Corinthians imprimiu o mesmo padrão de jogo nos 19 confrontos da pri

'Independentemente de quem entra ou de quem sai, Timão se mantém forte'

'Independentemente de quem entra ou de quem sai, Timão se mantém forte'

Foto: Divulgação

Um Corinthians com faces diferentes, mas com a mesma personalidade em campo. Este foi o diferencial corintiano no Campeonato Paulista e determinante para a boa performance na disputa da fase de grupos da Libertadores. O Timão com seus titulares, e sem todos eles ou apenas com reservas, imprimiu a mesma maneira de atuar e manteve a pegada para atingir 80,7% de aproveitamento, terminando como primeiro colocado da primeira fase do Estadual.

Foram 19 partidas, sendo 10 com o que Tite tinha de melhor em campo, quatro com o time misto e cinco somente com reservas, assim como foi na vitória por 2 a 1 contra a Ponte Preta, que sacramentou a liderança na primeira fase do torneio.

O MARCA BRASIL fez um levantamento de todos esse duelos e constatou: o Timão sempre joga com o mesmo padrão, com maior porcentagem de posse de bola e números parecidos de fundamentos em todas as partidas. A tal ‘treinabilidade’, tão pedida por Tite no dia a dia, surtiu efeito no números gerais do Timão, assim como na pontuação geral na tabela da competição.

Mais do que isso: a regularidade no desempenho atual é animadora - é muito similar à atingida na conquista do pentacampeonato brasileiro de 2011.

'Todos querem jogar, todos têm que estar preparados, temos um elenco qualificado. Independentemente de quem entra ou venha jogando é que a qualidade se mantém. O importante é manter um padrão', ressaltou o volante Paulinho, um dos titulares do time corintiano e que esteve presente em 14 jogos da primeira fase do Estadual.

'Se jogar os titulares contra o reservas em um jogo pra valer, vai ser um jogão. Qualquer um pode ganhar, o certo é que quem ganha é o Corinthians (risos)', brincou o camisa 8 corintiano com o MARCA BRASIL. 'O fato de ter dois times bons faz com que o treino seja em alto nível, o que melhora ainda mais o time', emendou.

A segurança de Tite - que usou 33 jogadores ao longo da competição, sem repetir nenhum vez a mesma escalação de uma partida para outra - deu ao time a condição de ter seus principais atletas, por poupá-los de alguns duelos, sempre em plenas condições para a disputa da Libertadores. Fato que ajudou o time a conseguir a classificação antecipada para as oitavas de final e ser um dos melhores da América.

 Reportagem de Felipe Piccoli e André Pires

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes
  • Luidy (boné) conheceu o CT Joaquim Grava na última quinta-feira

    Contratação do Corinthians vai ao CT pela primeira vez

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes