Jogadores chegam ao Brasil e reclamam do tratamento no Equador

Jogadores chegam ao Brasil e reclamam do tratamento no Equador

O tom no desembarque do Corinthians no Brasil, na tarde desta quinta-feira, foi de insatisfação. Os jogadores reclamaram muito do tratamento recebido no Equador, onde empataram em 0 a 0 com o Emelec, no jogo de ida das oitavas de final da Libertadores.

O atacante Emerson foi um dos mais indignados com a situação. O Sheik revelou que até os torcedores rivais atiraram até spray de pimenta no gramado. 'Tem gente que fala que em Libertadores é normal copo de urina atirado em campo e a porrada comer solta. Eu não acho. Vocês não sabem, mas até spray de pimenta atiraram no campo', disparou o jogador.

Já o meia Alex se queixou da arbitragem, mas também pediu uma melhor atuação do Corinthians no jogo de volta, no Pacaembu.

'Eu nunca vi arbitragem pró-Brasil na Libertadores. Temos fama de cai-cai... Temos de jogar bola no Pacaembu. Eu entrei mais calmo, sei que na bola temos mais técnica. Temos de ter frieza no próximo jogo. A gente aprendeu. Temos de nos controlar', declarou o camisa 12.
 

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Jogadores comemoram vaga na final do Paulista após eliminar o São Paulo na Arena

    FPF confirma datas, horários e locais das finais do Paulistão 2017

    ver detalhes
  • Raphael Claus tem um retrospecto polêmico em jogos do Timão

    Pivô de polêmicas, árbitro é escalado para jogo de ida da final entre Corinthians e Ponte Preta

    ver detalhes
  • Mosaico foi exibido antes do clássico desse domingo, entre Corinthians e São Paulo

    Corinthians publica vídeo do novo mosaico da Arena; assista

    ver detalhes
  • Centroavante Jô, 'Rei dos Clássicos', voltou a deixar o dele neste domingo

    Corinthians despacha São Paulo e vai à final do Paulistão contra Ponte Preta

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes