Fábio Santos x Valencia: um duelo à parte no jogo entre Timão e Emelec

Fábio Santos x Valencia: um duelo à parte no jogo entre Timão e Emelec

O duelo entre Corinthians e Emelec, nesta quarta-feira, no Pacaembu, reservará um confronto à parte aos torcedores, além, claro, da disputa pela vaga para as quartas de final da Libertadores. No jogo de ida, no Equador, Fábio Santos e Enner Valencia travaram uma briga acirrada na lateral.

'Ele (Valencia) corre demais. É impressionante. É difícil parar o homem (risos)', brincou o camisa 6 corintiano, em entrevista ao MARCA BRASIL, ciente de que terá um oponente complicado pela frente.

Na equipe equatoriana, o jovem Enner, de 22 anos, é responsável pelas jogadas ofensivas, bem aberto na direita, e abusa da velocidade para chegar à linha de fundo.

'Treino muitos cruzamentos e gosto de ir até o fundo. Geralmente, jogo bem colado na linha lateral para conseguir mais espaço', revelou a jovem promessa do Emelec que apelou para os vídeos na Internet para mapear o futebol do rival.

'Assisti alguns vídeos dele. Agora, sabemos os movimentos que ele poderá fazer no jogo', completou Valencia. 'O Corinthians tem jogadores de muita classe e isso trará dificuldades', disse.

Na última semana, quando as equipes se enfrentaram no estádio George Capwell, em Guayaquil, Fábio Santos foi obrigado a ficar preso na marcação, já que Enner Valencia insistia em descer pela direita.

'No primeiro jogo, tive que ficar mais na defesa para marcá-lo. Vi que ele é um cara muito bom e rápido. Mas na quarta-feira vai ser diferente, eu vou atacar mais pelo lado', prometeu o atleta corintiano alertado, prontamente, pelo companheiro de Valencia, José Luis Quiñónez.

'Ele é jovem e está em grande fase. Sairá dos pés dele a nossa classificação', vislumbrou o meio-campista.

Se os equatorianos acreditam que Valencia será determinante para a vitória e a classificação do Emelec, na quarta-feira, esqueceram de avisar a Fábio Santos.

'Eles vão jogar fechadinhos, só nos contra-ataques com bolas em cima dele (Valencia). Vou precisar de muita atenção e, pelo que estudei dele, vou fazer de tudo para pará-lo', prometeu o camisa 6.

A certeza de que a marcação será eficiente do corintiano passa pelo esquema de jogo montado por Tite para a partida.

'Vamos marcá-lo lá na frente. Vai ter que ser uma blitz', garantiu.

Além da blitz ofensiva e de marcação no campo do adversário, o camisa 6 ressaltou que o Corinthians tem um sistema no qual todos os jogadores de ataque voltam para ajudar lá trás e fecham os espaços pelos lados do campo do rival.

Fábio Santos precisou mudar sua maneira de atuar

Quando Fábio Santos iniciou sua carreira no São Paulo, só queria saber de atacar. Precisou, então, com o passar do tempo, aperfeiçoar a marcação. Hoje, Tite o reconhece como um lateral eficiente para o sistema defensivo. Qualidade que fez o Timão deixar o Equador, no primeiro confronto com o Emelec, sem maiores problemas com as investidas do rápido e habilidoso Valencia.

'No começo, só queria ir para o ataque para tentar fazer gol. Precisei, com o tempo, melhorar na marcação, mas também não perdi isso, a ofensividade', disse.
'Vou atacar muito na quarta e vamos vencer, se Deus quiser', prometeu.
 

Reportagem de Érico Leonan e Felipe Piccoli

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Guilherme Arana disputará Sul-Americano no Equador

    Corinthianos são convocados para Sul-Americano Sub-20; Jabá fica fora

    ver detalhes
  • Moisés, de 21 anos, foi um dos destaques do Bahia em 2016

    Destaque do Bahia, lateral faz parte dos planos do Corinthians para 2017

    ver detalhes
  • Internacional foi alvo de gafe da Fifa

    Fifa comete gafe, troca escudo do Internacional e põe foto do Corinthians no lugar

    ver detalhes
  • Alan Mineiro não fica no Corinthians em 2017

    [Teleco] Alan Mineiro não fica no Corinthians em 2017

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes