Corinthians x Vasco - Timão pode igular marca histórica na Libertadores

Corinthians x Vasco - Timão pode igular marca histórica na Libertadores

Corinthians x Vasco - Timão pode igular marca histórica na Libertadores

Corinthians x Vasco - Timão pode igular marca histórica na Libertadores

O Corinthians pode igualar nesta quarta-feira a sua melhor campanha na história da Copa Libertadores. Se vencer o Vasco, às 22 horas, no Pacaembu, alcançará a semifinal do torneio, o que não ocorre desde 2000. Para isso, basta um resultado positivo diante do time carioca. Empate sem gols leva a decisão para a disputa de pênaltis. Empate com gols ou derrota garante o adversário entre os quatro melhores.

'Essa é a décima Libertadores do clube, mas a terceira com este mesmo grupo. Isso vai dando maturidade, o time vai tendo uma consciência maior. São 90 minutos para construir uma vitória', avisou o técnico Tite.

A importância do jogo é evidente. O cobiçado título falta na galeria do clube do Parque São Jorge e a torcida, otimista, esgotou todos os ingressos para a partida com antecedência. Mais do que isso: fez um pacto entre todas as organizadas para que os cantos no estádio sejam unificados. 'Eu vou dizer uma coisa, não é demagogia, falo com o coração: o meu papel é de muita responsabilidade. Procuro ser justo e competente naquilo que faço. Eu sei o quanto as pessoas vão ficar felizes em cima de uma classificação. O torcedor do Vasco também, claro. Então espero que os corintianos joguem junto com a gente. Quando um jogador erra e vem o apoio do torcedor lá fora, a adrenalina bate e isso faz diferença'. Disse o treinador corintiano.

Timão está pronto para batalha
Tite lembra que o time está pronto para o duelo decisivo e que nos últimos anos foi ganhando experiência de Libertadores. 'Não tem mágica, não é ser mais macho ou dar mais porrada. É imposição técnica, é ser melhor, esse é o fascínio da bola. A equipe já calejou, é 'cascuda', não é mais de principiante. Estamos preparados para enfrentar o Vasco e passar de fase. Depois, vamos por etapas, pois aí é outra conversa', comentou.

O treinador sabe que a Fiel aguarda com ansiedade a partida, que terá um esquema forte de segurança por causa da grande rivalidade das uniformizadas dos dois clubes. Tite está otimista e acredita que o grupo está pronto para fazer história. 'A menina dos olhos para todo mundo é a conquista da Libertadores. Para nós também, para os corintianos também. Se for menos de final não adianta, já passamos por isso. O torcedor está na expectativa, sabe da grandeza desta partida e o apoio dele é importante. Temos o privilégio de o torcedor ser assim e contamos muito com ele nesta hora'.

Ele lembra que a escalação da equipe será a mesma que enfrentou o Vasco no jogo de ida, em São Januário, com Alex tendo uma função importante na criação das jogadas e também com liberdade para preencher o espaço do centroavante, já que Emerson atuará mais pela esquerda e Jorge Henrique mais pela direita. 'Eu procuro manter de forma coerente o jogador em sua posição. O momento acaba determinando a titularidade e nós vamos partir para cima porque é nossa característica. Já jogamos assim em São Januário, sempre buscando o gol'.

Maturidade e controle emocional
Para assegurar a vaga nas semifinais, o Vasco vai precisar mais do que simplesmente jogar bola. O técnico Cristóvão Borges acredita que para superar o Corinthians em um Pacaembu lotado, seus jogadores precisarão demonstrar maturidade e controle emocional.

A confiança do treinador está nas boas partidas que a equipe fez fora de casa na campanha vitoriosa da Copa do Brasil no ano passado e na tranquilidade exibida em situações adversas nesta edição da Libertadores. 'O nosso time interpreta bem o jogo. Vamos controlar a ansiedade e o (aspecto) mental para fazer uma boa apresentação', analisou o treinador cruzmaltino. 'Evoluímos na questão do mata-mata. Isso não quer dizer que vamos ganhar, mas estamos prontos'.

Apesar da expectativa por uma partida com gols, os vascaínos treinaram cobranças de pênalti, após o recreativo desta terça em São Januário, em preparação para uma eventual necessidade de desempate em caso de novo empate sem gols. Em 13 finalizações, o goleiro Fernando Prass defendeu três. O arqueiro não é conhecido pela competência em salvar penalidades. Em seu período no clube carioca, interceptou apenas quatro tiros em 39 oportunidades.

Cristóvão Borges quer uma equipe atenta para a pressão que os corintianos tentarão impor, principalmente nos minutos iniciais, mas faz o alerta de que não espera uma atitude camicase dos paulistas. 'Acho que o Corinthians vai pressionar porque precisa ganhar o jogo, mas não esperamos que eles venham desesperados para cima. Existe muito equilíbrio, o tipo de jogo que não se pode dar chance. Qualquer oportunidade você paga caro', discursou o técnico, que não adiantou os titulares.

Uma boa aposta, porém, é na equipe que iniciou o confronto de ida, no Rio de Janeiro. Apesar de ter atuado 45 minutos contra o Grêmio, na estreia do Campeonato Brasileiro, no último domingo, Juninho Pernambucano deve permanecer no time. Existe a possibilidade de Felipe substituí-lo. 'Independentemente se vou começar ou não jogando, o importante é o time contar com todos os jogadores. Acho que posso contribuir com minha experiência. Acredito que o Corinthians sairá para o jogo, mas também terá receio de levar um gol em casa', avaliou o veterano Felipe.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Guilherme Arana disputará Sul-Americano no Equador

    Corinthianos são convocados para Sul-Americano Sub-20; Jabá fica fora

    ver detalhes
  • Moisés, de 21 anos, foi um dos destaques do Bahia em 2016

    Destaque do Bahia, lateral faz parte dos planos do Corinthians para 2017

    ver detalhes
  • Internacional foi alvo de gafe da Fifa

    Fifa comete gafe, troca escudo do Internacional e põe foto do Corinthians no lugar

    ver detalhes
  • Alan Mineiro não fica no Corinthians em 2017

    [Teleco] Alan Mineiro não fica no Corinthians em 2017

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes