Números justificam a escalação de Alessandro

Números justificam a escalação de Alessandro

O torcedor corintiano não esconde que a preocupação do momento é o confronto com o Santos pela Libertadores. E ela aumenta ainda mais pela presença de Neymar do outro lado. Por este motivo, na partida desta quinta-feira contra o Figueirense, no Pacaembu, todos os olhos estarão voltados para a atuação de Alessandro - provável marcador do santista.

O lateral , que foi muito criticado pela torcida após fraco desempenho contra o Vasco, nas quartas de final, foi bancado por Tite. Em levantamento do MARCA BRASIL, os números comprovam a confiança do treinador. Com o camisa 2 em campo, o Timão venceu o mesmo número de jogos que com Edenílson.

Além disso, o Guerreiro apresenta o melhor desempenho nos cruzamentos. Ele acerta 35,7% das bolas alçadas contra contra 19,5% de Edenílson e 11,5% de Welder. Experiente, o lateral chama a responsabilidade na saída de bola do campo de defesa. Entre os laterais, Alessandro é quem, em média, mais fica com a bola nos pés.

A escalação de Alessandro também tem outro motivo. Com a lesão de Edenílson, a comissão técnica não vê Welder com um potencial defensivo para marcar Neymar. No Paulistão deste ano, o lateral levou um baile no duelo, na Vila Belmiro (1 a 0 para o Santos). Já o zagueiro Marquinhos, que é outra opção para o setor, ainda n<CW-8>ão jogou na posição.

Esta preocupação, de quem vai parar Neymar, é vista com naturalidade pelo elenco. O zagueiro Leandro Castán reconhece que a atenção é especial no Joia, mas que o Timão está se preparando para todas as armas santistas. 'O Neymar se destaca mais porque dribla bastante e faz muitos gols. Mas o Santos é um time bem montado pelo Muricy (Ramalho). Tem um meio de campo muito forte', analisou o defensor.

A chance de Paulo Henrique Ganso voltar aos gramados e enfrentar o Timão não assusta. 'É bom ele jogar pois vai engrandecer ainda mais o jogo. É bom para o espetáculo e para a torcida. Seria bom os dois estarem completos.'

Reportagem de André Pires e Felipe PIccoli

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes