Liedson adota tom de despedida do Corinthians

Liedson adota tom de despedida do Corinthians

Há seis meses, Liedson era um dos principais heróis da conquista do penta do Brasileirão do Corinthians. Agora, vive encostado por Tite. No treino desta sexta-feira, só com jogadores reservas e garotos da base, o Levezinho participou o tempo inteiro no terceiro time. Prova de que sua permanência no clube está cada vez mais complicada, tanto por questões técnicas como financeiras.

A diretoria quer reduzir a folha salarial e não pretende manter os valores atuais. Por isso, a postura adotada foi adiar a negociação até o fim da Libertadores para verificar como Liedson ainda se encaixa no elenco. A postura não agradou muito o atacante, que, durante o Paulistão, havia solicitado o adiamento das conversas para ouvir propostas do exterior.

Idolatrado pela torcida, que voltou a pedir a entrada do camisa 9 na equipe durante o empate com o Figueirense (1 a 1), o jogador já adota um discurso em tom de despedida.

'Estou muito tranquilo no que faço, procuro corresponder, sei que o momento não é bom, mas agradeço o carinho grande da torcida e também das pessoas no Corinthians. Agora, se não der num canto, vai dar em outro. Nunca procurei enganar ninguém, sempre estou buscando o melhor para mim. Se não puder ser no Corinthians, vou buscar outro lugar', afirmou o jogador.

Na atividade desta sexta, Liedson mostrou que está melhor tecnicamente. Em um cruzamento na área, subiu mais que Wallace e marcou um golaço de cabeça. Além disso, brincou com a bola e deu um chapéu em Douglas enquanto o coletivo estava parado. É desta maneira que o atacante tenta convencer Tite a utilizá-lo.

'Até dia 31 julho (quando acaba o seu vínculo com o Timão) vou dar o máximo, não me acomodei. A renovação nesse momento não faz diferença. Perdi espaço, estou tentando reconquistá-lo e vou me entregar 100%', ressaltou Liedson.

No entanto, o artilheiro deve começar a partida contra o Grêmio mais uma vez no banco de reservas. Tite acredita que Elton vive melhor fase.

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes