Segundo blogueiro do UOL, Paulinho será vendido ao CSKA por 8 milhões de euros

Segundo blogueiro do UOL, Paulinho será vendido ao CSKA por 8 milhões de euros

4.6 mil visualizações 81 comentários Comunicar erro

Paulinho pode sair do Corinthians depois da Libertadores

Paulinho pode sair do Corinthians depois da Libertadores

O blog do Quesada do UOL fala muita besteira e esperamos que essa seja mais uma. Leia o texto na íntegra:

Um dos principais jogadores do Corinthians deixará o time depois da Libertadores. O assédio já era forte depois das boas atuações com a camisa do Timão que o levaram à seleção brasileira.

A Fiel torcida pode se preparar para um adeus em breve.

Paulinho vai atuar na Rússia, palco da Copa de 2018. O destino é o CSKA, tradicional equipe de Moscou.

A quantia de oito milhões de euros será paga pelos moscovitas, assim que o BC (Banco Central) receber o documento vindo da Rússia explicando a procedência do dinheiro para a transação ser, oficialmente, divulgada.

Do total dos direitos econômicos 45% pertencem ao Grupo Pão de Açúcar, 45% ao banco BMG e 10% ao Corinthians.

O ex-jogador Bernardo representou Paulinho em uma reunião com os emissários russos em um Hotel, na cidade de São Paulo. O Pão de Açúcar e o BMG também foram representados no encontro.

Fonte: Uol

Veja Mais:

  • Torcedor argentino foi flagrado imitando macaco em direção à Fiel

    Torcida do Corinthians é alvo de racismo no estádio do Independiente; veja vídeo

    ver detalhes
  • Jadson, aos 35 do segundo tempo, assegurou a vitória ao Timão

    Corinthians 'goleia' Independiente por 1 a 0 e assume liderança isolada de grupo da Libertadores

    ver detalhes
  • Corinthians venceu o Independiente (ARG) e foi elogiado por torcedores de vários países

    Corinthians é elogiado por torcedores de vários países da América do Sul; veja tuítes

    ver detalhes
  • Balbuena garante que renovação foi há dez dias, mas assinatura ainda não aconteceu

    Balbuena reclama do Meu Timão e garante que acertou renovação há dez dias; assinatura segue sem data

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes