Equilíbrio e maturidade, as armas do Timão para chegar à final

Equilíbrio e maturidade, as armas do Timão para chegar à final

A voz serena e a frieza de Alex poderiam muito bem retratar o foco do Corinthians para enfrentar o Santos, na segunda partida da semifinal da Libertadores. A maturidade atingida pelo time corintiano faz os jogadores esquecerem que estão próximos da final do torneio continental, apesar de terem a vantagem do empate - pela vitória por 1 a 0 no primeiro jogo, na Vila Belmiro - para alcançar o feito inédito na história do clube. Fato que faz o meia, com um título continental no currículo, acreditar não só na classificação, mas no título.

'Só vou me sentir na final no momento em que o encerrar a partida no Pacaembu. Até lá, nós temos que estar atentos. É uma vantagem mínima. Não tem porque pensarmos diferente, principalmente quando falamos de clássico. Essa imprevisibilidade tem um peso ainda maior nesse tipo de partida. Como falei, estamos no caminho certo. Vamos focar no trabalho e esquecer qualquer coisa que possa tirar nossa atenção do objetivo maior', disse Alex, que conquistou a Libertadores em 2006, pelo Internacional.

A experiência de Alex na disputa do torneio aponta o que faz Alvinegro ser o forte candidato ao título. Ele sabe, assim como fora quando levantou a taça continental pelo Inter, que a solidez da defesa é um elemento primordial para conquistar o tão sonhado título. Mais que isso: o equilíbrio do time caracteriza o potencial fundamental para eliminar o Santos.

'Estamos marcando muito bem e aproveitando a maioria das chances que aparecem. Essa eficiência é fundamental para qualquer equipe que pensa seriamente em título de Libertadores e será novamente importante no jogo de amanhã (quarta-feira). Outro fator decisivo para o nosso bom desempenho, tem sido o equilíbrio entre os setores do time. Tivemos a defesa menos vazada e o segundo ataque mais positivo da fase de grupos e não sofremos gols desde as oitavas de final', disse Alex que, porém, faz um alerta.

'Sabemos que todas essas estatísticas positivas dificilmente serão lembradas em caso de uma eliminação para o Santos, mas não podemos desprezar os números. Eles provam que o trabalho do Tite, e de todo time, está dando muito resultado', concluiu.

Reportagem: André Pires e Felipe Piccoli

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Dupla 'Renadson' brilhou no Corinthians no Brasileirão de 2015

    Renato Augusto rasga elogios a Jadson e faz projeção sobre futuro do camisa 10 no Corinthians

    ver detalhes
  • Romarinho se especializou em marcar gols contra o Palmeiras: cinco em cinco Dérbis

    Prestes a enfrentar Real Madrid, Romarinho leva Corinthians ao maior jornal da Espanha

    ver detalhes
  • Luidy teve chance de treinar no CT do Corinthians nos primeiros meses deste ano

    Atacante emprestado pelo Corinthians é avisado que não terá espaço no clube em 2018

    ver detalhes
  • Marciel e Jô despertam interesse de times brasileiro e alemão; Juninho, Scarpa e Tréllez podem chegar

    Mercado agitado! Veja quem pode deixar e reforçar o Corinthians no resumão do Meu Timão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes