Comandando o Caxias, Tite comemorava seu primeiro título há exatos 12 anos

Comandando o Caxias, Tite comemorava seu primeiro título há exatos 12 anos

Comandando o Caxias, Tite comemorava seu primeiro título há exatos 12 anos

Comandando o Caxias, Tite comemorava seu primeiro título há exatos 12 anos

Caxias do Sul, RS, 21 (AFI) - Depois de conseguir a classificação histórica para a final da Copa Libertadores da América com o Corinthians, na noite desta quarta-feira, o técnico Tite tem mais um motivo para comemorar. Há exatos doze anos, o técnico conquistava seu primeiro título de expressão como treinador no futebol profissional.


Treinando a equipe do Caxias, o técnico derrotou o time do Grêmio, de Ronaldinho Gaúcho, e conquistou o título do Campeonato Gaúcho de 2000. Esse foi o primeiro estadual do Caxias, título que ficou na memória dos torcedores e dos jogadores, que conquistaram o título utilizando a garra gaúcha.

Na primeira partida da final, dia 14 de junho, no estádio Francisco Stédile (Centenário), a equipe grená fez 3 a 0, ao natural. O jogo da volta, marcado inicialmente para um domingo, foi adiado por causa da chuva. Com uma excelente vantagem, a equipe do técnico Tite entrou em campo naquela quarta-feira, dia 21 de junho, para fazer história.

Acostumada sempre com o Colorado e com o Tricolor, a capital gaúcha ficou tomada pelo Grená! O atual diretor de futebol do Caxias, Marcus Caberlon, lembra com muito carinho da data.?Hoje faz 12 anos que o Caxias foi campeão. Posso dizer que foi uma experiência única, eu estava lá dentro de campo?, afirma orgulhoso.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes
  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes